keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Prefeitura de Camboriú diz que não há toque de recolher

Delegado regional reforça que não há risco para civis e que não há qualquer necessidade de toque de recolher ou mudança de rotina na cidade

Uma notícia de 2011 tem sido compartilhada de forma intensa pela população desde ontem. Ela traz informações sobre um toque de recolher em Camboriú que seria instituído na sexta-feira. Trata-se, porém, de uma informação passada que, totalmente fora do contexto, tem gerado uma preocupação ainda maior na população.

Camboriú não tem toque de recolher neste momento e nenhuma indicação para que bares e conveniências fechem às 22 horas. O delegado regional Davi Queiroz destaca que não existe a necessidade de qualquer mudança na rotina. “A região recebeu um reforço no policiamento e isso certamente vai inibir a prática de crimes”, explica ainda. Sobre as ações de grupos criminosos, esclarece que as informações dos serviços de inteligência identificaram que o foco são órgãos públicos e que civis não correm riscos.

Para o delegado regional, é importante que a comunidade verifique a veracidade das informações antes de passá-las adiante. “Estamos passando por uma situação de alerta das autoridades e esse tipo de compartilhamento gera pânico e prejudica o trabalho”, analisa. Em caso de dúvidas, deve ser feito contato com os órgãos oficiais.

O prefeito Elcio Rogério Kuhnen diz que, em momentos de instabilidade, a preocupação com a verificação das fontes, datas e informações é ainda mais importante. “É nestes momentos que notícias falsas, ou fora de contexto, podem gerar situações desnecessárias e ainda mais medo”, analisa.

A notícia em questão, por exemplo, foi publicada no site da Rádio Sentinela de Gaspar. Mas é possível verificar que trata de informações de 2011. Isso porque os dados que constam na matéria são daquele ano. Outra informação que indica a data em que foi feita é a apresentação da delegada regional, que na época era Magali Nunes Ignácio. 

Segurança

Mulher que matou filha de 41 dias de vida é condenada a mais de 18 anos de prisão em Chapecó

Segundo depoimentos, ao ser informada sobre a morte da bebê, a mãe não teria esboçado reação e não parecia nervosa.

Segurança

Tribunal do Júri condena três integrantes de facção criminosa que decapitaram rival e filmaram o crime em Florianópolis

Após matar a vítima, o grupo decapitou e enterrou o corpo na tentativa de ocultar o crime. O cadáver só foi encontrado no dia 30 de janeiro de 2019.

Segurança

Picape roubada no Paraná é recuperada na BR-101 com joias e relógios

Policiais rodoviários federais recuperaram na tarde de terça-feira (22), na BR-101 em Garuva, uma Toyota Hilux com registro de furto/roubo. Os agentes receberam a informação de que uma picape realizava manobras perigosas na rodovia. Ela […]

Segurança

Polícia recupera veículo roubado na BR-101 em Itajaí

Policiais rodoviários federais recuperaram na tarde desta segunda-feira (21), na BR-101 em Itajaí, um veículo com registro de furto/roubo. O Fiat/Mobi era conduzido por um homem de 25 anos e circulava com placas de um […]

Segurança

Rainha de festa alemã catarinense morre aos 21 anos em acidente de moto

O corpo estava caído em um barranco quando os socorristas chegaram. As circunstâncias do acidente são desconhecidas

Mais notícias

Segurança

Mulher que matou filha de 41 dias de vida é condenada a mais de 18 anos de prisão em Chapecó

Segundo depoimentos, ao ser informada sobre a morte da bebê, a mãe não teria esboçado reação e não parecia nervosa.

Geral

Após um ano do julgamento dos royalties no STF, SC ainda trava luta judicial por recursos

O indicativo de receber R$ 300 milhões correspondia apenas aos valores depositados ao Paraná, com correção monetária, mas sem juros.