keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Prefeito de Brusque é internado com dengue e médico diz que o caso ‘inspira cuidados’

Na quarta-feira (20), ele foi diagnosticado com dengue e desde então, sofreu uma piora no quadro

Foto: Divulgação

Na tarde de sábado (23), o prefeito de Brusque, Ari Vequi, precisou ser internado na enfermaria do Hospital Imigrante. Na quarta-feira (20), ele foi diagnosticado com dengue e desde então, sofreu uma piora no quadro. Conforme o médico Humberto Fornari, sobre o caso, a situação “inspira cuidados”.

O prefeito começou a sentir os sintomas da dengue no domingo (17) e após três dias exames laboratoriais confirmaram o diagnóstico. Conforme o boletim divulgado neste sábado pelo hospital, a internação é preventiva e para intensificar o tratamento contra a doença. O médico que está no caso do prefeito explica que exames feitos neste sábado mostraram uma piora nos níveis sanguíneos, principalmente no número de plaquetas. A mudança faz com o que o risco de uma hemorragia aumente.

“Isso acarreta um risco maior de sangramento e, por isso, entendo que seja prudente internar o paciente para que o monitoramento seja feito na enfermaria hospitalar, principalmente para se evitar um quadro hemorrágico”, explicou Fornari.  Segundo o médico, a internação é necessária para acompanhar mais atentamente o prefeito e evitar pioras. Fornari explica que Vequi está bem e estável.  Já na sexta-feira, o prefeito passou o cargo para o seu vice, Gilmar Doerner, que vai responder interinamente como chefe do poder executivo municipal até a próxima sexta-feira, 29 de abril.

Dengue em Santa Catarina

​Santa Catarina tem confirmadas 16 mortes por dengue neste ano, segundo a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive). O boletim da Dive registra 20.539 casos da doença — no ano passado, haviam sido 19.133 ocorrências. Do total, 17.602 aconteceram por transmissão dentro do Estado, ou seja, são autóctones, distribuídos em 87 municípios.

Além disso, 33 cidades catarinenses atingiram nível de epidemia — quando são registrados ao menos 300 casos da doença a cada 100 mil habitantes, segundo classificação da Organização Mundial de Saúde (OMS). No boletim anterior, de 13 de abril, a Dive contabilizava 26 cidades em cenário epidêmico e 14.497 casos.

A maioria das mortes é de homens — há apenas três mulheres entre os óbitos. Há ainda 13 óbitos por suspeita de dengue sob investigação.

A nível nacional, Santa Catarina aparecia como terceiro estado com maior número de mortes em boletim recente do Ministério da Saúde. O documento tratava de dados contabilizados até 9 de abril, ocasião em que estavam confirmados dez óbitos entre os municípios catarinenses..

Fonte: Visor Notícias

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Geral

Prefeita de Itapema lamenta a morte de Stalin Passos

O empresário Stalin Passos morreu nesta segunda-feira (16) aos 80 anos

Geral

Morre o empresário Stalin Passos em Itapema

O velório ocorre nesta terça-feira (17) na Câmara Municipal de Itapema

Geral

Ministério Público Federal investiga prazos do Contorno de Florianópolis

O MPF pediu à Agência Nacional dos Transportes Terrestres (ANTT) que apresente os percentuais de conclusão das obras em sete de janeiro de 2021 e em 20 de fevereiro de 2020, destacando eventuais alterações no cronograma de conclusão

Geral

Lideranças pressionam Arteris para entrega do Contorno de Florianópolis

Concessionária da BR-101 reafirmou que pretende cumprir o prazo de 31 de dezembro de 2023

Geral

Governo do Estado debate desafios do setor portuário com lideranças do Sul do Brasil

Chefe do executivo ressaltou a prioridade dada pela atual gestão nos investimentos em infraestrutura

Mais notícias

Cidades

Itajaí se mobiliza para enfrentar semana de frio intenso

Ativação de abrigo de inverno nesta terça-feira (17) e intensificação de abordagens sociais são algumas das ações planejadas para acolher população vulnerável