keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Polícia investiga assassinatos causados por possível Serial Killer em Curitiba

Por conta das semelhanças entres os assassinatos, a Polícia Civil trabalha com a hipótese de crime de ódio cometido pela mesma pessoa

X
Imagem Ilustrativa/Visor Notícias

Em poucos dias, dois homens homossexuais foram assassinados de forma parecida na cidade de Curitiba, capital do Paraná. Ambos moravam sozinhos e foram encontrados amarrados, com sinais de tortura e sufocamento em seus apartamentos. Por conta das semelhanças entres os assassinatos, a Polícia Civil trabalha com a hipótese de crime de ódio cometido pela mesma pessoa.

O estudante de medicina Marcos Vinício Bozzana da Fonseca, de 25 anos, foi encontrado morto no dia 05 de maio. Já o enfermeiro David Levísio, de 30 anos, foi encontrado morto no dia 30 de abril. O corpo de Marcos foi encontrado coberto com uma manta e tinha sinais de tortura e asfixia. David foi encontrado com as mãos amarradas de bruços e com sinais de violência.

A apuração dos crimes indica que o autor ou autores conheceram as vítimas por meio de aplicativos de relacionamento, com encontros em seus apartamentos. As forças de segurança suspeitam de que o mesmo homem tenha marcado os encontros e assassinado as duas vítimas.

Toni Reis, presidente da Aliança Nacional LGBTI+, comenta que a orientação sexual foi fundamental para os assassinatos.  Há certa comprovação de que foi crime de lgbtfobia pelo nível de crueldade como as vítimas foram atacadas e pelas conversas tidas pelos aplicativos às quais a polícia teve acesso”.

O presidente da Aliança vê relação desses crimes com outras duas mortes recentes de homossexuais: a do jovem militante do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) Lindolfo Kosmaski, de 25 anos, em São João do Triunfo, também no Paraná, e a do professor universitário Robson Paim, de 36 anos, em Abelardo, Santa Catarina.

Lindolfo foi achado morto no carro dele, no dia 1 de maio, à margem de uma rodovia. “Foi assassinado de forma cruel, com indícios de disparos de tiros e seu corpo carbonizado. Nosso companheiro é mais uma vítima de um crime de ódio por ser LGBT assumido”, disse, em nota, o MST.

Já o professor Paim foi encontrado morto no dia 17 de abril, em um dos quartos da casa em que morava. Ele teve o carro roubado pelo autor do crime, o que levou a polícia a registrar o caso como de latrocínio. O veículo foi achado dias depois em Almirante Tamandaré, a 15 km de Curitiba.

A Secretaria de Segurança Pública do Paraná informou que os casos estão sendo investigados pela 3a Delegacia da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Curitiba. Informações sobre o andamento da apuração não são divulgadas para não prejudicar na investigação.

Fonte: Terra/Jovem Pan/Estadão

Segurança

Homem finge a própria morte para receber seguro em SC

A Polícia Civil de Santa Catarina, através do Setor de Investigação e Capturas da 2° Delegacia de Polícia de São José, identificou a participação de um homem no crime de falsidade ideológica, ocorrido em abril […]

Segurança

Conheça o cão Charlie, novo integrante da Polícia Civil de Santa Catarina

O responsável pelo treinamento será o Agente de Polícia Neilan Aurélio Canabarro

Segurança

Carreta pega fogo após acidente que matou motociclista na BR-280

O motorista da carreta não se feriu. O resgate foi feito pelo Corpo de Bombeiros Militar de Araquari

Segurança

Dupla morre durante tiroteio com a PM em Florianópolis

Duas pessoas morreram durante um tiroteio na tarde desta sexta-feira (22) na cidade de Florianópolis. O caso aconteceu na região chamada de Cidade Alta, conhecido por alta atividade no tráfico de drogas. As vítimas morreram […]

Segurança

Motorista morre após tombar carreta e cair em ribanceira

Um motorista morreu em um acidente em Corupá, após tombar a carreta que dirigia e cair em uma ribanceira. O acidente aconteceu na noite desta sexta-feira (22), no interior do município. O motorista teria perdido […]

Mais notícias

Animal

Homem usa jacaré para tentar morder outra pessoa durante briga na praia

Após a confusão, o jacaré foi capturado e solto no Parque Natural Municipal de Marapendi

Brasil

Alerta para temporais, queda de granizo e ventos de até 100km/h em Santa Catarina

No mapa de risco, aparecem quatro Estados Brasileiros: Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso do Sul