keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Polícia identifica jovens que quebraram câmeras na Passarela de Bombas

Os dois indivíduos foram indiciados pelo crime de dano qualificado, que prevê pena de detenção de 6 meses a 3 anos

X
Foto: Divulgação

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Bombinhas, identificou e indiciou nesta sexta-feira (14), dois masculinos suspeitos de quebrar uma câmera da nova passarela da praia do Ribeiro em Bombas. O ato ocorreu no dia 17 de abril.

Após a realização de diligências e apoio de imagens de sistemas de monitoramento, foram identificadas as pessoas que passaram pelo local na madrugada.  Os dois indivíduos foram indiciados pelo crime de dano qualificado, que prevê pena de detenção de 6 meses a 3 anos.

Fonte: Visor Notícias

Segurança

Derramamento de esterco em rodovia provoca dois acidentes em rodovia de SC

Apesar do susto, nenhum dos motoristas sofreu ferimentos

Segurança

Acidente impressionante! Mulher perde controle e invade telhado de casa com moto em Brusque

Vítima manobrava Honda/Biz quando perdeu controle e invadiu telhado da casa

Segurança

Câmara de Vereadores de Piçarras é furtada

Foi registrado, entre a noite desta quinta-feira (17) e madrugada de sexta-feira (18), um furto na Câmara de Vereadores de Piçarras. A Polícia Militar, Civil e o Instituto Geral de Perícias estiveram no local para […]

Segurança

Pai chega buscar filho na escola e encontra criança amarrada a cadeira

Um pai chegou na escola para buscar seu filho e descobriu que a criança estava amarrada a uma cadeira dentro da sala de aula em Vitória, no Espirito Santo. O estudante foi amarrado no horário […]

Segurança

Homem é preso por estupro de vulnerável em Caçador

O suspeito foi interrogado e encaminhado ao Presídio Regional de Caçador

Mais notícias

Mundo

Grupo invade escola, mata policial e sequestra 80 alunos

Ataque é o terceiro sequestro em massa em três meses

Utilidade Pública

Obedecendo todos os protocolos de segurança, loja da Águas de Penha reabre

Colaboradores utilizam equipamentos de proteção e os clientes devem obedecer ao distanciamento entre as pessoas