keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Polícia Federal faz mega operação contra quadrilha que enviava drogas para a Europa pelos portos catarinenses

Aproximadamente 100 mandados de busca e apreensão são cumpridos em Balneário Camboriú, Navegantes e Joinville. Operação é desdobramento de operação que culminou com apreeesão de duas toneladas de cocaína ano passado em Navegantes.

A Polícia Federal (PF) cumpre 100 mandados de busca e apreensão em Balneário Camboriú, Navegantes e Joinville desde a madrugada desta terça-feira. A operação é desdobramento de uma investigação que culminou com a apreensão de duas toneladas de cocaína no porto de Navegantes no ano passado. Ainda não há infomrações sobre presos, mas em Joinville carros de luxo foram recolhidos em uma revenda de um dos envolvidos no esquema.

O grupo investigado enviava remessas de cocaína pelos portos de Santa Catarina. Os destinos eram Espanha, Bélgica e Itália. De acordo com informações preliminares, há prisões e ações sendo realizadas também na Europa. Os detalhes do caso serão divulgadas em coletiva para a imprensa pela Polícia Federal.

Segurança

Homem que baleou policiais no Paraná é preso em Itapema

O homem estava com a prisão decretada por ter baleado dois policiais militares após um roubo ocorrido em agosto de 2020

Segurança

Criança é estuprada pelo primo de 42 anos em Tijucas

O estuprador era responsável por levar e buscar a vítima no colégio

Segurança

Mais de 50kg de maconha são apreendidos em Joinville

Na manhã desta sexta feira, 22, por volta das 10h30, uma guarnição do 8° Batalhão de Polícia Militar (BPM) recebeu uma denúncia de que um terreno abandonado, na zona leste de Joinville, estaria sendo utilizado […]

Segurança

Polícia localiza corpo de homem desaparecido e realiza prisões em Laguna

Familiares da vítima haviam registrado um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia da Comarca de Imbituba, em que noticiaram o desaparecimento

Segurança

Homem é morto com tiro na cabeça em Chapecó

Segundo informações, o assassinato teria ocorrido por conta de uma briga entre facções rivais do tráfico de drogas

Mais notícias