keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Polícia cumpre mandados em Porto Belo e Camboriú contra pirataria online

A Polícia Civil de Santa Catarina participa nesta quinta-feira (05) da Operação 404 Fase 2 com a finalidade de cumprir 3 mandados de busca e apreensão em Camboriú e Porto Belo. A operação é coordenada […]

X
Divulgação

A Polícia Civil de Santa Catarina participa nesta quinta-feira (05) da Operação 404 Fase 2 com a finalidade de cumprir 3 mandados de busca e apreensão em Camboriú e Porto Belo. A operação é coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) com o objetivo de dar continuidade aos crimes praticados contra a propriedade intelectual na internet.

Em Santa Catarina, a ação é realizada por meio da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC).

A operação está sendo realizada com as Polícias Civis de 10 Estados, Associações de Proteção à Propriedade Intelectual, Embaixadas dos Estados Unidos e do Reino Unido no Brasil e tem por objetivo o combate à pirataria online.

Desde as primeiras horas da manhã, as equipes cumprem mandados de busca e apreensão em 10 Estados, bloqueio e/ou suspensão de sites e aplicativos de streaming ilegal de conteúdo, desindexação de conteúdo em mecanismos de busca e remoção de perfis e páginas em redes sociais.

Os mandados de busca e apreensão cumpridos no Estado foram identificados pela Polícia Civil com base em elementos informativos coletados em ambientes virtuais com indícios suficientes de autoria e materialidade delitiva.

A ação integrada no combate a pirataria online está sendo desencadeada ainda com a colaboração das Embaixadas dos Estados Unidos(Adidancia de Polícia de Imigração e Alfândega- Homeland Security Investigations -HSI- e o Departamento de Justiça)  e do Reino Unido no Brasil (IPO – Intellectual Property Office e PIPCU – Police Intellectual Property Crime Unit).

No Brasil, a pena para quem prática esse crime é de reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa (art. 184, §3º do Código Penal Brasileiro).

A operação denominada 404 faz referência ao código de resposta do protocolo HTTP para indicar que a página não foi encontrada ou está indisponível. A fase 1 foi deflagrada em 01 de novembro de 2019 com o cumprimento de 30 mandados de busca e apreensão, bloqueio e/ou suspensão de 210 sites e 100 aplicativos de streaming ilegal de conteúdo, a desindexação de conteúdo em mecanismos de busca e a remoção de perfis e páginas em redes sociais.

A operação contou com o apoio das Delegacias de Porto Belo e Balneário Camboriú. Mais informações serão divulgadas ao longo do dia.

Fonte: Visor Notícias

Segurança

Trio é condenado a mais de 60 anos de prisão durante júri ocorrido em São João Batista

Dois homens e uma mulher foram condenados em sessão do Tribunal do Júri promovida nesta quarta-feira (25/11), na comarca de São João Batista, a penas que somadas ultrapassam 60 anos de reclusão. A sessão, presidida […]

Segurança

Homem é preso por violência doméstica e por posse ilegal de arma de fogo

A Polícia Civil cumpriu mandado de busca e apreensão e prendeu em flagrante um homem de 39 anos por posse irregular de arma de fogo. Ele é suspeito de violência doméstica. Foi na quinta-feira(26), em […]

Segurança

Homem que praticava roubos em Imbituba é preso

Em ação conjunta, as Polícias Civil e Militar cumpriram dois mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão e capturaram um homem por roubo. Foi na manhã desta sexta-feira (27), em Imbituba. O […]

Segurança

Suspeitos de aplicar golpe do ‘Motoboy’ contra idosos em SC são presos

Golpes começavam quando as vítimas, todas idosas, recebiam ligações telefônicas de uma pessoa se dizendo funcionária de um banco

Mais notícias