keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Polícia Civil faz operação contra laboratório clandestino e em casa de prostituição

Ações foram batizadas de Pharmaco e Lupanarium

Na manhã desta segunda-feira (03), a Polícia Civil, por meio do Setor de Investigação Criminal (SIC) da Delegacia de Polícia do Continente, deflagrou as operações PHARMACO e LUPANARIUM, visando coibir a venda de medicamentos oriundos de laboratórios clandestinos, o tráfico de drogas, a exploração de casa de prostituição, o rufianismo e o furto de energia elétrica. A ação contou com o apoio da Delegacia de Combate às Drogas (DECOD), da 5ª Delegacia de Polícia e Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI) da Capital e da 1ª Delegacia de Polícia de São José.

As investigações apuraram a prática dos delitos de tráfico de drogas, comercialização de medicamentos oriundos de laboratórios clandestinos, comercialização de medicamentos controlados sem receita, furto de energia elétrica mediante fraude, exploração de casa de prostituição e lenocínio. Ao todo já foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão, com o intuito de apreender materiais ilícitos e colher maiores elementos de informação acerca da participação de cada alvo com a prática de ilícitos. Até o começo da tarde, as buscas resultaram na apreensão de uma Range Rover, uma BMW, um Jetta, uma motocicleta Yamaha/R1 e de diversos anabolizantes. A Operação LUPANARIUM surgiu do desdobramento das investigações iniciais, tendo em vista que um dos investigados estaria envolvido com a abertura de uma casa de prostituição no bairro Balneário, em Florianópolis. O local foi identificado e no seu interior confirmada a prática de lenocínio e furto de energia elétrica.

Segurança

Grupo invade Prefeitura de Içara, rende vigias e rouba carros oficiais

Dois carros oficiais foram roubados, uma Fiat Toro e uma Spin. A Polícia Militar faz buscas em toda região

Segurança

Vídeo: BOPE localiza local utilizado para transição na fuga dos criminosos de Criciúma

Na residência foram encontrados vários vestígios que indicam participação no roubo ao Banco do Brasil

Segurança

Suspeita de participar de assalto em Criciúma é presa em São Paulo

A mulher foi presa por crimes de tráfico de drogas e posse ilegal de armas de fogo pela Poícia Civil

Segurança

Investigação aponta que quadrilha ficou em Criciúma por três meses para planejar assalto

As primeiras investigações em busca da quadrilha que assaltou uma agência do Banco do Brasil em Criciúma na madrugada de terça-feira (1º) indicam que os criminosos ficaram na cidade no Sul de SC por pelo […]

Mais notícias