keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Polícia Civil emite nota sobre onda de violência

A Polícia Civil de Santa Catarina emitiu comunicado em relação a onda de violência no estado. O delegado geral, Artur Nitz, emitiu uma nota detalhando as ações para combater a escalada da violência em Santa Catarna. 

O aumento da criminalidade começou há um mês. Desde então, três policiais militares e um agente prisional foram mortos. Na madrugada de quinta-feira para sexta-feira, a polícia registrou 14 ataques contra servidores e bases do Estado.

Confira a íntegra da nota

Diante de grupos criminosos tentando desafiar o Estado e os últimos acontecimentos registrados e amplamente divulgados pela mídia catarinense, a Polícia Civil de Santa Catarina reforça:

Atualmente, as investigações estão em andamento e não podem ser reveladas para não prejudicar a responsabilidade dos envolvidos;
A Polícia Civil enfatiza que trabalhos investigativos são primordiais para que esses grupos sejam punidos e que a instituição está intensificando seus trabalhos nas 459 unidades espalhadas em SC;
O Estado já passou por situações similares em outros anos e prevaleceu sobre o crime. A Polícia Civil, em outros episódios, forneceu base para o Poder Judiciário condenar membros de facções ­– com condenações superiores a 2 mil anos;
Destaca-se também que mais de 300 mandados foram cumpridos contra envolvidos em atentados em Santa Catarina nos últimos anos. Em 2017, a Polícia Civil já prendeu os envolvidos no assassinato do policial militar de Joinville, inclusive com a prisão do mandante no Paraná em menos de 72 horas;
Apreensões de drogas e armas, que são o mantimento dessas organizações, também são diariamente alvos da PCSC. Só em três meses, neste ano, a Polícia Civil apreendeu mais 16 toneladas de maconha, em ações integradas, além de farto armamento que seria utilizado para atentados.
 

Por fim, a Polícia Civil de Santa Catarina ressalta que não medirá esforços e continuará combatendo os grupos criminosos em prol da sociedade Catarinense, apurando infrações penais, protegendo e resguardando direitos e garantias individuais.

 

Delegacia Geral da Polícia Civil de Santa Catarina, 1 de setembro de 2017.

 

 

Artur Nitz

Delegado Geral da Polícia Civil de Santa Catarina

Segurança

Candidata a vereadora é presa com 190 kg de maconha em SC

Essa foi a maior apreensão de 2020 feita pela Polícia Militar

Segurança

Idoso é preso depois de beijar a boca da neta de seis anos

Caso aconteceu no sábado (24) na cidade de Campos Novos

Segurança

Polícia recupera carga de pneu de R$ 90 mil furtada em Itajaí

Ao todo, 420 pneus haviam sido subtraídos, avaliados em aproximadamente R$ 90 mil

Segurança

Três pessoas são presas e duas estão foragidas por assassinato em Balneário Camboriú

Além dos cinco mandados de prisão cumpridos, outras duas pessoas, uma de 18 anos e um adolescente, também tiveram participação no crime

Mais notícias