keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Polícia Civil emite nota sobre onda de violência

aumento da criminalidade começou há um mês. Desde então, três policiais militares e um agente prisional foram mortos

A Polícia Civil de Santa Catarina emitiu comunicado em relação a onda de violência no estado. O delegado geral, Artur Nitz, emitiu uma nota detalhando as ações para combater a escalada da violência em Santa Catarna. 

O aumento da criminalidade começou há um mês. Desde então, três policiais militares e um agente prisional foram mortos. Na madrugada de quinta-feira para sexta-feira, a polícia registrou 14 ataques contra servidores e bases do Estado.

Confira a íntegra da nota

Diante de grupos criminosos tentando desafiar o Estado e os últimos acontecimentos registrados e amplamente divulgados pela mídia catarinense, a Polícia Civil de Santa Catarina reforça:

Atualmente, as investigações estão em andamento e não podem ser reveladas para não prejudicar a responsabilidade dos envolvidos;
A Polícia Civil enfatiza que trabalhos investigativos são primordiais para que esses grupos sejam punidos e que a instituição está intensificando seus trabalhos nas 459 unidades espalhadas em SC;
O Estado já passou por situações similares em outros anos e prevaleceu sobre o crime. A Polícia Civil, em outros episódios, forneceu base para o Poder Judiciário condenar membros de facções ­– com condenações superiores a 2 mil anos;
Destaca-se também que mais de 300 mandados foram cumpridos contra envolvidos em atentados em Santa Catarina nos últimos anos. Em 2017, a Polícia Civil já prendeu os envolvidos no assassinato do policial militar de Joinville, inclusive com a prisão do mandante no Paraná em menos de 72 horas;
Apreensões de drogas e armas, que são o mantimento dessas organizações, também são diariamente alvos da PCSC. Só em três meses, neste ano, a Polícia Civil apreendeu mais 16 toneladas de maconha, em ações integradas, além de farto armamento que seria utilizado para atentados.
 

Por fim, a Polícia Civil de Santa Catarina ressalta que não medirá esforços e continuará combatendo os grupos criminosos em prol da sociedade Catarinense, apurando infrações penais, protegendo e resguardando direitos e garantias individuais.

 

Delegacia Geral da Polícia Civil de Santa Catarina, 1 de setembro de 2017.

 

 

Artur Nitz

Delegado Geral da Polícia Civil de Santa Catarina

Segurança

Homem é preso duas vezes em dois dias por perseguir mulher em SC

Um homem foi preso duas vezes em dois dias após perseguir uma mulher. Segundo informações da Polícia Civil, o a vítima tem uma medida protetiva contra o homem, que está proibido de se aproximar dela. […]

Segurança

Acidente com van deixa um morto e oito feridos em Santa Catarina

Um acidente com uma van nas margens da SC-480, na altura de Bom Jesus, no Oeste Catarinense, deixou uma pessoa morta e oito feridas. O acidente foi na noite desta quarta-feira (26). Segundo informações do […]

Segurança

Mãe com recém-nascido usa faca para se defender das agressões do marido em Porto Belo

O agressor arrombou a porta e começou a agredir a mulher com socos e chutes por todo o corpo

Segurança

Homem é preso depois de ameaçar matar a mulher e o filho

Nesta quarta-feira (26), a Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Delegacia de Polícia do Município de Morro da Fumaça, prendeu um homem de 47 anos por descumprimento de medida protetiva em Morro da […]

Mais notícias

Geral

Destilaria de Santa Catarina conquista medalha de prata em importante concurso internacional

A bebida foi lançada em 2015, dois anos após a Destilaria Kalvelage estrear no mercado de bebidas brasileiro

Animal

Fotos: Animais silvestres resgatados são soltos em parque natural de Balneário Camboriú

Entre os animais soltos, estava um gambá vítima de atropelamento. Em novembro de 2021, ele chegou ao Complexo Ambiental apresentando apatia, dificuldade respiratória e sangramento nasal e oral