keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

PM vai a júri por morte de jovem que usava arma de brinquedo do tipo airsoft no quintal

Vítima estava no quintal de casa e manuseava uma "arma de brinquedo do tipo airsoft" quando foi surpreendida pela guarnição

Imagem Ilustrativa/Visor Notícias

A Justiça da Capital determinou que um dos policiais militares mobilizados na ação de patrulhamento que resultou na morte de um jovem de 19 anos, no norte da Ilha, seja levado a júri popular. O caso aconteceu no dia 19 de abril de 2019, no início da tarde, em uma servidão do bairro Ingleses. A decisão é do juiz Monani Menine Pereira, em sentença de pronúncia prolatada na Vara do Tribunal do Júri da Capital. O julgamento ainda não tem data definida.

Conforme a denúncia do Ministério Público (MP), a vítima estava no quintal de casa e manuseava uma “arma de brinquedo do tipo airsoft” quando foi surpreendida pela guarnição, sendo atingida por quatro dos seis disparos realizados. Em alegações finais, o MPSC pleiteou a pronúncia de somente um dos policiais: argumentou que um único PM teria feito os disparos e retirado a arma que estava próxima do corpo da vítima, enquanto um segundo policial teria apenas participado da abordagem, sem fazer disparos. A assistência da acusação acompanhou o posicionamento do MP.

Ao decidir, o magistrado pontuou versões apresentadas pelos militares e por testemunhas que estavam no local ou próximas a ele. Enquanto os policiais afirmaram que o PM responsável pelos disparos deu um comando de voz para que a vítima largasse o simulacro, as demais testemunhas foram enfáticas em relatar que não ouviram nada nesse sentido. Não é possível afirmar neste momento processual e sem qualquer dúvidas, apontou o juiz, que o acusado agiu em legítima defesa, devendo a tese defensiva ser levada ao Conselho de Sentença.

A sentença de pronúncia destaca, ainda, que o simulacro exibia a característica ponta laranja que permite diferenciá-lo de uma arma verdadeira, e que não foram relatadas condições climáticas ou de iluminação que poderiam ter inviabilizado por completo a visão do acusado. “Há indicativos nos autos apontando que, supostamente, o acusado surpreendeu a vítima com os disparos, sem que houvesse uma abordagem prévia, isso pela discrepância das versões dos réus e das testemunhas presentes”, anotou o magistrado. Assim, a tese de que o acusado tinha a intenção de tirar a vida da vítima sem que estivesse sob perigo, conforme apontado na denúncia, deverá ser objeto de avaliação pelo Conselho de Sentença.

O réu responderá por homicídio qualificado pelo emprego de recurso que impossibilitou a defesa da vítima e fraude processual (modificação da cena do crime devido à remoção do simulacro antes da chegada da perícia). Ele poderá recorrer em liberdade.

Fonte: Visor Notícias

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Segurança

Irmãos traficantes são detidos pela polícia em Itapema

O homem que foi flagrado com a droga afirmou que a maconha pertencia ao outro, que é seu irmão menor de idade

Segurança

Pedófilo europeu de 77 anos procurado internacionalmente é preso em SC

O abuso sexual contra a criança ocorreu em 2019 e o idoso era procurado pela Justiça portuguesa desde então

Segurança

Homem invade UTI e mata paciente com cinco tiros

A vítima estava internada após ter sobrevivido a uma tentativa de homicídio na madrugada de domingo (14)

Segurança

Homem que tentou matar esposa por não aceitar separação e divisão de bens é condenado

Em sessão do Tribunal do Júri da Comarca de Braço do Norte, o réu foi sentenciado a 10 anos e oito meses, em regime inicial fechado, por tentativa de feminicídio qualificado por motivo fútil e emboscada.

Segurança

Mulher que teve casa incendiada morre com 80% do corpo queimado

A filha da vítima também ficou ferida com as chamas

Mais notícias

Cidades

Itapema realiza audiência para apresentação da LDO 2023

A reunião aconteceu nesta segunda-feira (15/08) auditório da Prefeitura de Itapema

Cidades

Vereador Xepa pede brinquedos para crianças com deficiências nos parques de Itapema

O vereador se une à uma luta de muitas mães de filhos e filhas especiais