keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

PM aposentado de Santa Catarina é assassinado com a esposa na Argentina

Um PM aposentado de Santa Catarina e sua mulher foram assassinados em Pozo Azul, em Misiones na Argentina. O casal estava em uma propriedade no interior, próximo à fronteica com o Oeste Catarinense. O policial […]

Um PM aposentado de Santa Catarina e sua mulher foram assassinados em Pozo Azul, em Misiones na Argentina. O casal estava em uma propriedade no interior, próximo à fronteica com o Oeste Catarinense. O policial serviu pela última vez na cidade de Dionísio Cerqueira.

O corpo do casal foi encontrado pelo filho de 31 anos, a mãe estava com marcas de disparos de arma de fogo na cabeça e o pai com sinais de asfixia e cortes de arma branca. Os dois já estavam mortos há 48 horas quando foram encontrados. O casal estava na cidade a passeio.

O carro do casal foi levado e encontrado logo depois pela polícia, o filho ainda informou que o pai tinha uma arma de fogo, mas ela não foi localizada.

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Segurança

Polícia Civil investiga morte de bebê de cinco meses em Criciúma

Óbito ocorreu dentro de casa na noite de sexta-feira (24)

Segurança

Mulher é jogada para fora do carro em movimento pelo marido em SC

Marido continuou as agressões em casa, onde a vítima acionou socorro

Segurança

Motociclista morre após ser atingido por veículo em Blumenau

Motociclista foi identificado como Marcos Roberto Ronchi de 37 anos

Segurança

Polícia é chamada após mulher embriagada tentar agredir marido com machado em SC

Homem contou que ele acionou os policiais para apaziguar a briga entre o casal

Mais notícias

Segurança

Polícia Civil investiga morte de bebê de cinco meses em Criciúma

Óbito ocorreu dentro de casa na noite de sexta-feira (24)

Geral

Familiares se despedem do jornalista Dom Phillips em Niterói

Família disse que seguirá atenta aos desdobramentos das investigações