keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Paulo Guedes recebe comitiva catarinense em Brasília

Na busca por mudanças e defendendo o novo pacto federativo desde a formação das executivas municipais, o Presidente do PSL/SC, Lucas Esmeraldino, não perdeu a oportunidade e mais uma vez defendeu a causa, para que os Estados tenham mais recursos.

O futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, recebeu na tarde desta quinta-feira (22), em Brasília, a comitiva catarinense, composta pelo Presidente do PSL/SC, Lucas Esmeraldino, do Governador eleito, Carlos Moisés da Silva, dos deputados federais, Daniel Freitas e Fábio Schiochet, além do secretário-geral da sigla, Diego Goulart, e do atual secretário da Fazenda, Paulo Eli. Em pauta, a situação da economia brasileira e catarinense.

Na busca por mudanças e defendendo o novo pacto federativo desde a formação das executivas municipais, o Presidente do PSL/SC, Lucas Esmeraldino, não perdeu a oportunidade e mais uma vez defendeu a causa, para que os Estados tenham mais recursos.  

 

“A revisão do pacto federativo é uma das minhas principais lutas, para que assim, o Governo Federal tenha a possibilidade de oferecer maior retorno fiscal para o nosso estado e para as cidades. Essa nova proposta contempla recursos para que os governadores tomem suas decisões com relação aos investimentos para a saúde, educação, infraestrutura e segurança, principalmente, cumprindo com suas obrigações com mais agilidade e capilaridade, apoiando os municípios, que é o local onde estão as famílias catarinenses”, enfatiza Esmeraldino, destacando que continuará lutando por mais Santa Catarina e menos Brasília.

O líder estadual do PSL/SC também afirmou que, além do novo pacto federativo, os líderes pesselistas discutiram também, sobre outros assuntos importantes, tanto para o Brasil quanto para Santa Catarina, como a descentralização dos recursos, enxugamento da máquina pública e as reformas da previdência, tributária e política.

Já o futuro governador, Carlos Moisés da Silva, aproveitou o momento para falar sobre a dívida pública de Santa Catarina, pontuando a necessidade de unir forças entre os governos estaduais e o federal.

“Nossa atenção está totalmente voltada para buscar meios de sanar a dívida do Estado, enxugar a máquina pública e fazer a economia de Santa Catarina crescer a cada dia. E, assim como nosso futuro Presidente destacou em reunião recente, se o Brasil não der certo, os Estados também não darão. É hora de buscarmos caminhos, juntos”, sublinha o Governador eleito.

Finalizando o encontro, o atual secretário da Fazenda, Paulo Eli, apresentou alguns dados sobre a economia catarinense.

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Geral

“É a cara do Véio”: Finalistas disputam para saber quem é mais parecido com Luciano Hang

Todos publicam vídeos na internet imitando gestos de Hang, além de se mostrarem grandes fãs do empresário

Geral

Arteris inicia obras noturnas para reconstrução de pavimento na BR-101

Motoristas devem redobrar atenção, pois trânsito no local irá operar em meia pista no período das 19h às 07h

Geral

Mamãe Falei e Marcelo Brigadeiro se enfrentam em Florianópolis

A luta deve ocorrer no final do evento, que ainda contará com painéis sobre política

Geral

Superfície de Marte é totalmente fotografada por sonda chinesa

Tianwen-1 passou um ano na superfície do planeta e completou tarefas

Mais notícias

Segurança

Vizinhos escutam gritos de socorro e descobrem que homem foi morto com 29 facadas

A vítima levou 29 facadas no corpo, a maioria na região do abdômen

Segurança

Policial mata a irmã a tiros e é presa pelo marido, que também é PM

Rhaillayne Oliveira de Mello, 23 anos, foi presa pelo próprio marido, que também é PM