keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Pacientes do Hospital Infantil voltam a receber doses de alegria em visitas virtuais

Há nove anos os palhaços doutores atuam no HIJG

Em meio ao isolamento social e restrições de visitas nos hospitais impostos pela pandemia da Covid-19, os pacientes do Hospital Infantil Joana de Gusmão (HIJG), em Florianópolis, estão recebendo uma boa dose de alegria. Uma parceria entre os serviços de Pedagogia e Psicologia da instituição, aliado ao Projeto (A)Gentes do Riso, buscou um novo jeito de continuar levando diversão às crianças internadas. Um aplicativo de troca de mensagens e comunicação em áudio e vídeo pela internet foi a solução encontrada.  

Há nove anos os palhaços doutores atuam no HIJG e, diante do contexto da pandemia, as visitas aos pacientes não poderiam continuar sendo feitas de forma presencial. A partir de conversas entre os serviços de Psicologia e Pedagogia, encontrou-se uma maneira de continuar com o projeto por meio das chamadas de vídeos online ou vídeos gravados diretamente para o paciente.

A visita dos (A)Gentes do Riso e de outros projetos com personagens sempre foi uma prática do Infantil, pois torna o ambiente hospitalar mais lúdico e alegre, aspectos fundamentais para restauração da saúde da criança.

“A alegria, o humor e o lúdico contribuem para o enfrentamento do estresse gerado pela hospitalização e por procedimentos invasivos e dolorosos tanto para o paciente quanto para a família. Consideramos que o hospital não é só um lugar de doença, mas de promoção de saúde. A alegria é um elemento fundamental de todo esse processo. As videochamadas com os (A)Gentes do Riso trazem alegria e humor para a rotina hospitalar, criando momento de descontração, mobilizando aspectos positivos que contribuirão para o bem estar psicofísico dos pacientes. Nesse sentido as visitas são muito terapêuticas”, explica  a psicóloga Simone Scheibe, chefe do Serviço de Psicologia do HIJG.

Esse é um atendimento integrado entre a Pedagogia, que acompanha os agentes, e a Psicologia, que escolhe os pacientes e entra em contato com os familiares para ser autorizado o atendimento lúdico online. Toda equipe da Psicologia participa e auxilia na seleção dos pacientes que receberão a visita semanalmente.

Segundo Claudia Mattos Silva, chefe do Setor de Pedagogia Hospitalar, as intervenções online iniciaram pela necessidade de ter os agentes da alegria próximos novamente, mesmo com o isolamento social. “O primeiro paciente com Covid-19 internado no hospital, o Thomas, de nove anos, foi o primeiro que recebeu a intervenção online. Foi um encanto, ficamos impressionados com o quanto é importante essa ação. É uma intervenção que dura cerca de uma hora e a família também se sente muito bem acolhida”, explica Cláudia.

A Covid-19 também transformou a forma de atuação dos (A)Gentes do Riso.  “Quando aconteceu a pandemia, tivemos que entender esse momento novo que nos foi colocado. Tivemos que nos reinventar. Além de postarmos fotos e receita lúdicas em nossas redes sociais, começamos a criar vídeos em coletivo com três focos: cuidar de si, cuidar do outro e o cuidado com quem tá cuidando da gente. Postamos e foi super bem recebido. Percebemos que as telas também podem ser um canal de comunicação com os pacientes. Foi aí que o setor de Pedagogia se uniu ao de Psicologia e começamos a experimentar os encontros virtuais com os pacientes e a família, que sempre esteve envolvida em nossos atendimentos, pois eles adoecem junto e se dedicam ao tratamento, necessitando desse olhar cuidadoso”, explica o palhaço Egon Seidler, integrante da Traço Cia. de Teatro e da coordenação do projeto (A)Gentes do Riso.  Seidler  ressalta ainda que, mesmo por meio da tela,  é possível criar um laço, um vínculo, fazer arte, brincar e promover o riso.

O feedback recebido dos pacientes e dos pais e cuidadores é muito positivo, segundo a psicóloga Simone Scheibe. “No momento da videochamada, a criança esquece que está em um hospital ou que está fazendo um procedimento invasivo. Ali ela se conecta com a alegria, o humor, a leveza que o momento proporciona. Consideramos que tem sido uma experiência incrível e muito importante dentro do contexto de limitação imposto pela pandemia da Covid-19”, finaliza.

Geral

Caso Emerson: Corpo do empresário foi encontrado com corda no pescoço

Em avançado estado de decomposição, equipes do IML fizeram o recolhimento do corpo

Geral

Mulher ganha bebê na sala de casa em Indaial

Uma mulher de 36 anos deu à luz um menino na sala de casa em Indaial na noite desta segunda-feira (23). Segundo informações dos bombeiros, o parto ocorreu no bairro Estrada das Areias. Com isso, […]

Geral

Empresa cria vinho “Bolsonaro Il Mito”; garrafa custa R$139

Além do vinho, a marca também está disponível em sua versão espumante

Geral

Vídeo: Risco de estiagem faz com que Casan use sonda de perfurar petróleo para buscar água na Serra Catarinense

A Casan contratou empresas especializadas com tecnologia semelhante a extração de petróleo, que montou uma plataforma e uma sonda

Geral

Vídeo: Manifestação pede mais agilidade nas buscas por empresário desaparecido em Navegantes

O ato, que ocorreu em Navegantes, reuniu amigos e familiares que pediram mais agilidade nas investigações sobre o caso

Mais notícias