keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Pacientes do Hospital Infantil voltam a receber doses de alegria em visitas virtuais

Em meio ao isolamento social e restrições de visitas nos hospitais impostos pela pandemia da Covid-19, os pacientes do Hospital Infantil Joana de Gusmão (HIJG), em Florianópolis, estão recebendo uma boa dose de alegria. Uma parceria entre os serviços de Pedagogia e Psicologia da instituição, aliado ao Projeto (A)Gentes do Riso, buscou um novo jeito de continuar levando diversão às crianças internadas. Um aplicativo de troca de mensagens e comunicação em áudio e vídeo pela internet foi a solução encontrada.  

Há nove anos os palhaços doutores atuam no HIJG e, diante do contexto da pandemia, as visitas aos pacientes não poderiam continuar sendo feitas de forma presencial. A partir de conversas entre os serviços de Psicologia e Pedagogia, encontrou-se uma maneira de continuar com o projeto por meio das chamadas de vídeos online ou vídeos gravados diretamente para o paciente.

A visita dos (A)Gentes do Riso e de outros projetos com personagens sempre foi uma prática do Infantil, pois torna o ambiente hospitalar mais lúdico e alegre, aspectos fundamentais para restauração da saúde da criança.

“A alegria, o humor e o lúdico contribuem para o enfrentamento do estresse gerado pela hospitalização e por procedimentos invasivos e dolorosos tanto para o paciente quanto para a família. Consideramos que o hospital não é só um lugar de doença, mas de promoção de saúde. A alegria é um elemento fundamental de todo esse processo. As videochamadas com os (A)Gentes do Riso trazem alegria e humor para a rotina hospitalar, criando momento de descontração, mobilizando aspectos positivos que contribuirão para o bem estar psicofísico dos pacientes. Nesse sentido as visitas são muito terapêuticas”, explica  a psicóloga Simone Scheibe, chefe do Serviço de Psicologia do HIJG.

Esse é um atendimento integrado entre a Pedagogia, que acompanha os agentes, e a Psicologia, que escolhe os pacientes e entra em contato com os familiares para ser autorizado o atendimento lúdico online. Toda equipe da Psicologia participa e auxilia na seleção dos pacientes que receberão a visita semanalmente.

Segundo Claudia Mattos Silva, chefe do Setor de Pedagogia Hospitalar, as intervenções online iniciaram pela necessidade de ter os agentes da alegria próximos novamente, mesmo com o isolamento social. “O primeiro paciente com Covid-19 internado no hospital, o Thomas, de nove anos, foi o primeiro que recebeu a intervenção online. Foi um encanto, ficamos impressionados com o quanto é importante essa ação. É uma intervenção que dura cerca de uma hora e a família também se sente muito bem acolhida”, explica Cláudia.

A Covid-19 também transformou a forma de atuação dos (A)Gentes do Riso.  “Quando aconteceu a pandemia, tivemos que entender esse momento novo que nos foi colocado. Tivemos que nos reinventar. Além de postarmos fotos e receita lúdicas em nossas redes sociais, começamos a criar vídeos em coletivo com três focos: cuidar de si, cuidar do outro e o cuidado com quem tá cuidando da gente. Postamos e foi super bem recebido. Percebemos que as telas também podem ser um canal de comunicação com os pacientes. Foi aí que o setor de Pedagogia se uniu ao de Psicologia e começamos a experimentar os encontros virtuais com os pacientes e a família, que sempre esteve envolvida em nossos atendimentos, pois eles adoecem junto e se dedicam ao tratamento, necessitando desse olhar cuidadoso”, explica o palhaço Egon Seidler, integrante da Traço Cia. de Teatro e da coordenação do projeto (A)Gentes do Riso.  Seidler  ressalta ainda que, mesmo por meio da tela,  é possível criar um laço, um vínculo, fazer arte, brincar e promover o riso.

O feedback recebido dos pacientes e dos pais e cuidadores é muito positivo, segundo a psicóloga Simone Scheibe. “No momento da videochamada, a criança esquece que está em um hospital ou que está fazendo um procedimento invasivo. Ali ela se conecta com a alegria, o humor, a leveza que o momento proporciona. Consideramos que tem sido uma experiência incrível e muito importante dentro do contexto de limitação imposto pela pandemia da Covid-19”, finaliza.

Geral

Caminhoneiro procurado por tráfico de drogas é preso na BR-101 em Itapema

Motorista procurado pela Justiça foi preso em Itapema

Geral

Filas na BR-101 aumentam o custo do transporte de cargas em 30%

Velocidade média dos veículos na rodovia é de 39 km/h, menos da metade dos 90 km/h permitido

Geral

Agência Nacional de Águas inclui Santa Catarina no projeto Monitor de Secas

Monitoramento está presente em cinco regiões e conta com 19 Unidades da Federação participantes

Geral

Mais de 4 mil vagas são oferecidas pelo Sine em todas as regiões de SC

Das vagas, cerca de 88 oportunidades são destinadas às pessoas com deficiência (PCDs)

Cidades, Geral

Com influência do La Niña, previsão é de primavera com chuvas irregulares em SC

Além disso, a primavera aumenta a incidência de temporais

Mais notícias