keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

ONG e PM resgatam cães vítimas de maus tratos em Camboriú

O local de vivência se encontrava precário, com fezes junto com a comida, água não potável e o ambiente cheio de lixo.

 

A Polícia Militar de Camboriú, em parceria com a ONG Viva Bicho, resgatou duas cachorras no último sábado, dia 10 de novembro, na Rua Pernambuco, Bairro Areias. Uma guarnição foi acionada via Central Regional de Emergências (CRE) para prestar apoio a ONG Viva Bicho. No local, juntamente com uma veterinária, foi realizado contato com o proprietário da residência, que franqueou a entrada no local.

Duas cachorras foram encontradas em estado de maus tratos, e uma delas estava com edemas subcutâneos posteriores. O local de vivência se encontrava precário, com fezes junto com a comida, água não potável e o ambiente cheio de lixo.

Foi lavrado um Termo Circunstanciado (TC). Os animais foram resgatados, e a ONG Viva Bicho ficou como fiel depositária, encaminhando os animais para o tratamento adequado.

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Segurança

Polícia Civil investiga morte de bebê de cinco meses em Criciúma

Óbito ocorreu dentro de casa na noite de sexta-feira (24)

Segurança

Mulher é jogada para fora do carro em movimento pelo marido em SC

Marido continuou as agressões em casa, onde a vítima acionou socorro

Segurança

Motociclista morre após ser atingido por veículo em Blumenau

Motociclista foi identificado como Marcos Roberto Ronchi de 37 anos

Segurança

Polícia é chamada após mulher embriagada tentar agredir marido com machado em SC

Homem contou que ele acionou os policiais para apaziguar a briga entre o casal

Mais notícias

Segurança

Polícia Civil investiga morte de bebê de cinco meses em Criciúma

Óbito ocorreu dentro de casa na noite de sexta-feira (24)

Geral

Familiares se despedem do jornalista Dom Phillips em Niterói

Família disse que seguirá atenta aos desdobramentos das investigações