keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Olaria deve promover adequações e obter licença ambiental para voltar a operar

Além da licença ambiental de operação, deverá adequar emissão de gases e remover a parte de sua estrutura que está em área de proteção ambiental.

Uma olaria localizada em São João Batista firmou termo de ajustamento de conduta (TAC) com o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) e se comprometeu a não voltar a operar sem que promova uma série de adequações e obtenha licenciamento ambiental.

A TAC foi proposto pela 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de São João Batista, instaurado com o objetivo de regularizar a situação ambiental da fábrica de tijolos e telhas de barro cozido e promover a recuperação da área de preservação permanente degradada.

De acordo com o Promotor de Justiça Nilto Exterkoetter, além de não possuir a Licença Ambiental de Operação (LAO) para o exercício da atividade, considerada como potencialmente causadora de degradação ambiental, parte do imóvel ocupado pela empresa foi erguido a menos de 50 metros do Rio Tijucas, sobre área de preservação permanente.

Com a assinatura do acordo, a olaria comprometeu-se a interromper toda a produção até que obtenha todas as licenças ambientais necessárias. Obtidas as licenças, terá 90 dias para promover diagnóstico de emissões atmosféricas e seis meses para implantar projeto de controle de emissão de gases. Além disso, deverá remover toda a edificação que estiver sobre área de proteção permanente e promover a recuperação da área degradada até o final de março de 2019.

Caso descumpra as obrigações assumidas ao assinar o TAC, a empresa fica sujeita a multa mensal de R$ 5 mil, a ser revertida para o Fundo para Reconstituição de Bens Lesados (FRBL), a fim de financiar projetos que atendam a interesses da sociedade.

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Geral

Saneamento de SC avança com mais de R$ 1 bilhão em investimentos

Somente até julho deste ano, a Companhia Catarinense de Águas Saneamento (CASAN) chegou ao maior investimento anual de seus 51 anos

Geral

Pré-escola de SC suspende aulas após suspeita de varíola dos macacos na unidade

Unidade passará por intensa desinfecção para retorno seguro dos alunos

Geral

Membro de facção criminosa é condenado por decaptar homem em SC

A cabeça da vítima foi encontrada no dia 15 de agosto de 2021, boiando em um rio

Geral

Criminosos entram em loja pelo telhado e fazem a limpa em Itapema

A PM segue na procura de indícios de autoria e o Boletim de Ocorrência será encaminhado a Polícia Civil

Mais notícias

Segurança

Prefeito de BC solicita audiência no STJ pra tratar sobre atuação da Guarda Municipal

Só no mês de julho deste ano, a Guarda Municipal de Balneário Camboriú contabilizou 2.925 ocorrências

Segurança

Mãe leva filho para jogar pedras nas casas dos vizinhos

A PM a prendeu em flagrante por maus-tratos