keyboard_backspace

Página Inicial

Economia

Observatório Social divulga balanço de receitas públicas de Brusque, Guabiruba e Botuverá

Os observadores sociais também avaliaram o montante da receita municipal advindo de tributos, dentre os quais impostos, taxas e contribuições de melhoria

X
Foto: Divulgação OS

Um dos pilares de atuação do Observatório Social de Brusque é o monitoramento do uso dos recursos públicos. Por este motivo, a entidade acompanha de forma contínua o portal da transparência, conferindo os dados de Brusque, Guabiruba e Botuverá. Nesta semana, o Observatório divulga a toda comunidade uma pesquisa realizada para comparar as receitas públicas dos municípios da microrregião do Vale do Itajaí Mirim nos anos de 2015 a 2020. 

O diretor executivo Evandro Gevaerd explica que receita pública é a soma dos impostos, taxas, contribuições, e outras fontes de recurso que a administração recebe para custear as despesas e investimentos públicos. 

“O objetivo dessa pesquisa é avaliar o impacto na receita dos municípios em função da Pandemia da Covid-19. As informações foram coletadas no portal da transparência do Tribunal de Contas de Santa Catarina”, conta. 

Segundo o presidente Claudemir Marcolla, o Observatório Social busca transformar os dados técnicos do Portal da Transparência em informação clara para qualquer cidadão conseguir assimilar com mais facilidade. “Hoje o acesso aos Portais da Transparência são fáceis, estão na palma da mão, porém a tecnicidade da administração pública muitas vezes são um impeditivo para o cidadão entender quais são os verdadeiros impactos de tais dados”. 

Dados

Ampliando a pesquisa, os observadores sociais também avaliaram o montante da receita municipal advindo de tributos, dentre os quais impostos, taxas e contribuições de melhoria. Por fim, também foi analisado o montante adquirido a partir de transferências.

“As Receitas de Transferências são aquelas em que a arrecadação provém de outros entes federativos (como União ou Estado), com base em dispositivos constitucionais ou legais, ou mediante acordos ou convênios. Elas se classificam em Receitas de Transferência Corrente e Receitas de Transferência de Capital. O que determina a classificação da receita é, primeiramente, a origem da receita, e, em segundo lugar, a sua destinação”, explica a Monitora de Licitações e Contratos, Gabriela Schwamberger.

Segundo Gevaerd, os números apresentados chamaram atenção de maneira positiva. “Desde o início da pandemia havia uma apreensão sobre o impacto nas receitas públicas, que poderiam ser catastróficas por conta do isolamento social e incertezas que nós tínhamos em relação à doença. De fato, no primeiro e segundo mês de pandemia, foi percebida uma redução nas receitas, porém já no terceiro mês notamos uma normalização das receitas, que acabaram sendo positivas no final do exercício”, conclui.

Fonte: Visor Notícias

Economia

Santa Catarina tem mais de 4 mil vagas de emprego intermediadas pelo Sine

Os salários variam e as oportunidades são voltadas para pessoas com ou sem experiência, para nível superior, médio e fundamental de escolaridade

Economia

Bananicultores de Santa Catarina investem na diversificação da produção

O Norte é a principal região produtora de banana do estado, responsável por mais da metade da produção catarinense.

Economia

Consumo de gás natural em Santa Catarina cresceu 8,5% em março

Entre os setores que utilizam gás natural, o destaque no consumo foi a indústria

Economia

Gasolina na Região Sul tem alta de 12,56% e ultrapassa R$ 5,00

Mesmo com o aumento, o litro do combustível foi comercializado a R$ 5,528, o preço mais barato do País no fechamento de março

Economia

Prazo de entrega prorrogado: veja dicas para fazer sua Declaração de Imposto de Renda de maneira tranquila

O prazo para fazer a declaração do Imposto de Renda em 2021 iniciou em 1º de março e vai até 31 de maio, data que foi prorrogada pelo Legislativo.

Mais notícias

Segurança

Policiais militares começam a receber vacinação em SC

Serão vacinados os policiais das cidades com maior gravidade de contaminação. “Até poder contemplar a toda a corporação”, completou o comandante-geral.

Geral

MP quer converter pena de prisão de casal que fez sexo no Caixa D’aço em multa e trabalho comunitário

A Justiça deverá marcar uma audiência com os réus para que eles saibam da proposta e para que decidam se aceitam ou não a transação penal oferecida pela promotoria de Justiça