keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

O número de focos do mosquito Aedes aegypti aumentou em 38,9% em Santa Catarina

Balneário Camboriú, Camboriú e Itapema estão na lista de municípios considerados infestados pelo mosquito

O número de focos do mosquito Aedes aegypti aumentou em 38,9% quando comparado ao mesmo período de 2016. De 1º de janeiro a 16 de setembro de 2017, foram identificados 8.658 focos do mosquito Aedes aegypti, em 139 municípios. Neste mesmo período em 2016, haviam sido identificados 6.233 focos em 132 municípios. Os dados estão no boletim divulgado nesta sexta-feira, 22, pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (DIVE/SC). O documento apresenta a situação epidemiológica da Dengue, Febre de Chikungunya e Zika Vírus, com dados até a Semana Epidemiológica (SE) n°37.

Confira o boletim completo

Em relação à situação entomológica, até a SE nº 37/2017 já são 61 municípios considerados infestados,o que representa um incremento de 22% em relação ao mesmo período de 2016, que registrou 50 municípios nessa condição. 

A definição de infestação é realizada de acordo com a disseminação e manutenção dos focos.

Geral

Tubarão branco morde barco e assusta grupo de pescadores; veja o vídeo

Vídeo mostra o momento que tubarão morde o motor da embarcação

Geral

MetSul destaca previsão de chuva com ‘padrão invertido no Brasil’

Em alguns locais choverá muito e em outros de forma isolada e passageira

Geral

Tremores na Espanha causam inquietação; primeiro-ministro pede calma

Três sismos foram registrados na madrugada, seguidos de 30 réplicas

Geral

Brinquedo em parque de diversões trava há 18 metros de altura e deixa pessoas de cabeça para baixo

Empresa responsável pela atração afirmou que uma oscilação de energia causou o incidente.

Geral

Ciclone em alto mar deve interferir no tempo de Santa Catarina

Nesta quarta-feira (27), segundo a Defesa Civil de Santa Catarina, ocorre a formação de um ciclone extratropical na altura do Uruguai e em alto mar. O sistema provoca ventos moderados e persistentes no Oeste e […]

Mais notícias