keyboard_backspace

Página Inicial

Cidades

Núcleo de Atendimento à Mulher já encaminhou 277 inquéritos por violência doméstica em Camboriú

Outros 79 inquéritos e 81 medidas protetivas foram instauradas pelo Núcleo criado em março deste ano. Delegadas explicam como funciona o processo a partir da denúncia 

Núcleo de Atendimento à Mulher já encaminhou 277 inquéritos por violência doméstica em Camboriú

Outros 79 inquéritos e 81 medidas protetivas foram instauradas pelo Núcleo criado em março deste ano. Delegadas explicam como funciona o processo a partir da denúncia 
 
Em apenas cinco meses à disposição das mulheres de Camboriú, o Núcleo de Atendimento à Mulher da Delegacia de Polícia Civil já encaminhou 277 inquéritos policiais por violência doméstica, instaurou outros 79 e solicitou 81 medidas protetivas. Dentre os crimes apurados pelo serviço estão difamação, lesões corporais, injúria, danos, calúnia, ameaças, estupros de vulnerável, entre outros. Criado no início de março, o núcleo conta com duas delegadas, três escrivãs e um psicólogo.
 
Segundo Gisele Cristiane Costa Lima, uma das delegadas responsáveis pelo trabalho, com a criação do serviço estruturou-se um atendimento que vai desde o registro do boletim de ocorrência até o direcionamento de inquéritos ao Poder Judiciário. “A mulher que procurar o núcleo será atendida em local isolado e registrará ocorrência sem a presença de terceiros. Dependendo do caso, já é realizado o acompanhamento com psicólogo. Se for necessário requerer medidas protetivas, encaminhamos o ocorrido ao Fórum para que o juiz conceda à vítima a proteção de integridade física da mulher”, pontua.
 
Um espaço de recreação foi estruturado para crianças que acompanharem as mães até a delegacia. A brinquedoteca conta com jogos de tabuleiros e placas com informações para educação no trânsito para entretê-las e evitar que entrem em contato com fatos negativos. Mauricio Pretto, titular da Delegacia do município, acredita que o espaço também proporciona o conforto em situações nas quais as crianças são as próprias vítimas.
 
“Quando falamos de Delegacia, as crianças ficam receosas ao chegar aqui. Desta forma, tomamos atitude de fazer algo diferente para agradá-las com nosso serviço psicossocial. A brinquedoteca é um espaço colorido e alegre, onde as crianças poderão soltar a sua imaginação e exercer o livre direito de brincar e agir, além de contribuir para o processo de socialização, oferecendo-lhes oportunidades de realizar atividades coletivas com outras crianças”, enfatiza Pretto.
 
Mulheres que estiverem em situação de violência podem realizar denúncias pelos números 180 e 190 e devem procurar o Núcleo Especializado de Atendimento à Mulher. O serviço funciona de segunda a sexta-feira, do meio dia às 19 horas, na sede da Delegacia de Polícia Civil da Comarca de Camboriú, localizada na R. São Paulo, s/n, no bairro Santa Regina – ao lado do Corpo de Bombeiros.  

Cidades

Porto Belo decide proibir festa em escuna, no Caixa D’aço, que era anunciada nas redes sociais

A prefeitura de Porto Belo anunciou que proibiu a Seaparty 2ª Edição, que estava prevista para o próximo dia 23, em uma escuna na praia do Caixa D’aço. Os ingressos estavam sendo vendidos a R$ […]

Cidades

Polícia Civil desvenda homicídio em São José

Após investigações, a Polícia Civil desvendou o crime de homicídio praticado na direção de veículo automotor ocorrido na noite do dia 13/12/2020, em São José, na Grande Florianópolis. A ação é da Divisão de Investigação […]

Cidades

Apresentador Ratinho passa final de semana em Itapema, visita a prefeitura e compra sapatos em São João Batista

O empresário e apresentador de televisão Carlos Massa, o Ratinho, passa o final de semana em sua casa em Itapema. Ele é mais uma das celebridades que escolheu Itapema e o litoral de Norte de […]

Cidades

Caminhão tomba na BR-101 e deixa criança em estado grave

Menino foi encaminhado ao Pronto Atendimento de Garuva

Cidades

Vídeo: Jacaré ataca cachorro e acaba morto por moradores no litoral catarinense

Um Jacaré foi morto por moradores da Localidade de Barra do Saí, em Itapoá, depois que ele atacou o cachorro de uma moradora. Com mais de dois metros de comprimento o animal largou o cão, […]

Mais notícias