keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Novos setores para a investigação de crimes contra o agronegócio em SC serão criados pela PC

Estruturas com âmbito estadual haviam sido anunciadas no final do ano passado pelo governador Carlos Moisés

Foto: PC/Divulgação

Na manhã desta quarta-feira (02), serão ativados três novos setores criados pela Polícia Civil de Santa Catarina para fortalecer as investigações de crimes contra o agronegócio.

Passarão a funcionar o Centro de Apoio Operacional de Combate aos Crimes Contra o Agronegócio (CAOAGRO); a Delegacia de Polícia Virtual de Repressão aos Crimes Contra o Agronegócio (DELEAGRO) e o Núcleo de Inteligência do Agronegócio (NINTAGRO).

As estruturas com âmbito estadual haviam sido anunciadas no final do ano passado pelo governador Carlos Moisés e funcionarão junto à Diretoria de Polícia da Fronteira (DIFRON/PCSC), em Chapecó, no Oeste do Estado. Os atos de inauguração serão realizados durante a abertura oficial da 23ª Itaipu Rural Show, em Pinhalzinho, às 10h desta quarta-feira.

O objetivo é fornecer suporte às unidades da Polícia Civil incumbidas das investigações dos crimes, proporcionar qualidade, celeridade, eficiência e uniformidade quanto à apuração de infrações penais, à prisão dos autores, à recuperação de produto ou proveito de crime ou de bens ou valores equivalentes e a redução dos índices de criminalidade, com tratamento igualitário ao pequeno, médio e grande produtor rural.

“Com a criação desses três setores específicos da Polícia Civil, o governo do Estado reforça a proteção do agronegócio e fortalece toda essa importante cadeia produtiva, fundamental para a economia catarinense. Cumprimos um compromisso firmado em Chapecó no final de dezembro”, destaca o governador Carlos Moisés.

Demanda

O delegado-geral da Polícia Civil de Santa Catarina, Marcos Flávio Ghizoni Júnior, ressalta que Santa Catarina já demandava há alguns anos esta especialização por parte da Polícia Civil no que tange aos crimes contra o agronegócio. “São crimes complexos de serem solucionados. Sem falar que há um envolvimento de valor econômico muito grande nesse tipo de crime, que atinge o pequeno, o médio e o grande produtor rural”, ressalta o delegado-geral.

Com as unidades, também se busca concentrar as informações, além de centralizar, analisar e difundir dados, informações, denúncias e estatísticas sobre delitos contra o agronegócio. “Essas medidas trarão maior segurança à própria região de fronteira”, pontua o delegado-geral.

O diretor de Polícia da Fronteira (DIFRON/PCSC), delegado de polícia Fernando Callfass, explica que os setores criados darão suporte, por exemplo, aos trabalhos da Polícia Civil catarinense no combate às infrações penais praticadas contra o agronegócio relacionadas à agricultura ou à pecuária – por exemplo, crimes contra o patrimônio como furto, roubo, estelionato e receptação, além de associação criminosa e organização criminosa.

Fonte: Visor Notícias

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Segurança

Polícia Militar de Santa Catarina recebe 140 novas viaturas

Os veículos SUV, modelo Chevrolet Tracker, serão distribuídos a 91 municípios catarinenses

Segurança

Homem que tentou matar ex-companheira com golpes de tesoura é condenado pelo Tribunal do Júri

Os jurados entenderam que ele praticou tentativa de homicídio qualificado por feminicídio

Segurança

Policiais resgatam filhote de gavião na BR-101

Os policiais que passavam pelo local viram a cena, e conseguiram capturar o animal com auxílio do jaqueta de um deles

Segurança

PM vai a júri por morte de jovem que usava arma de brinquedo do tipo airsoft no quintal

Vítima estava no quintal de casa e manuseava uma "arma de brinquedo do tipo airsoft" quando foi surpreendida pela guarnição

Segurança

Adolescente é perseguida e estuprada no meio da rua em SC

Uma testemunha que passava pelo local, ouviu os gritos de socorro, ajudou a adolescente e acionou a polícia

Mais notícias

Economia

Lojas do Fort Atacadista de SC passam a aceitar todos os cartões de crédito

Além da economia e variedade, os clientes das 32 lojas no estado já contam com mais essa facilidade no pagamento; novidade passa a valer também para o Delivery Fort

Economia

Altevir Baron é finalista do Prêmio Personalidade de Vendas 2022

Diretor de mercado da FG Empreendimentos representa o segmento da construção civil nesta que é umas das mais tradicionais premiações do mercado