Segunda, 13 de julho de 2020
47 99609-9282
Política

25/05/2020 ás 09h37 - atualizada em 25/05/2020 ás 09h40

AdminX

Itapema / SC

Preocupado com a Bolsa, Celso de Mello esperou o fechamento de Bovespa para liberar o vídeo da reunião ministerial
Leia na Coluna Esplanada de hoje direto de Brasília
Preocupado com a Bolsa, Celso de Mello esperou o fechamento de Bovespa para liberar o vídeo da reunião ministerial
X
Reprodução

A prudência do ministro

Há uma iniciativa republicana, de bom senso e patriota na decisão do ministro do STF Celso de Mello em escolher a sexta-feira, após 17h, para liberar o conteúdo do vídeo da reunião-circo ministerial do Governo de Jair Bolsonaro, que compõe os autos do inquérito sobre suposta interferência do presidente da República na Polícia Federal. Mello esperou o fechamento da Bovespa. E o fim de semana daria tempo para os ânimos se acalmarem – até o presidente se defender nas mídias. Se liberasse antes, a qualquer horário comercial, a Bolsa despencaria com o show de horrores sobre ministros de Estados pedindo prisão de governadores, de ministros da Corte, mandando passar o trator com boiada sobre regras ambientais, e o presidente admitindo que luta para que a nau não se encontre com o icberg ali na frente.

Celular do PR

Jair Bolsonaro teve 4 aparelhos com diferentes chips desde a campanha presidencial até esta semana, contam amigos. Qual deles o ministro Celdo de Mello quer?

Cerrado em chamas

Pelo menos 25 empresas já faliram na histórica e turística Pirenópolis (GO), terra das cachoeiras e do mais conhecido casario colonial do Centro-Oeste.

Não é meu

Humor nos tempos de crise: Um leitor clicou imagem de faixa de anúncio de venda de apartamento no bairro Sudoeste, em Brasília: “Vendo tríplex. Mas não é do Lula”. 

Boca suja

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, disse na reunião que deveriam prender os “esses vagabundos”, “começando pelo STF”. Por muito menos, um procurador foi retido pela PF num voo a mando do ministro Ricardo Lewandowski, após chamar Supremo de “Vergonha”. Weintraub está passivo de uma intimação na PF para se explicar, caso algum minsitro ou o plenário decida por isso.

Memória

Detalhe, o procurador crítico saiu do avião para dentro de uma viatura, rumo à PF.

Cassinos e quengas

Após as indiretas mútuas na reunião ministérial (“A Damares está me olhando com cara feia”, disse ele, e isso é “Pacto com diabo”, os ministros Marcelo Álvaro (Turismo) e Damares Alves (Direitos Humanos) se estranharam na saída da sala. Ela perguntou a ele se teria “o espaço para as quengas na jogatina”, ao cobrar sua posição favorável à legalização de cassinos em resorts. A pastora-ministra é radicalmente contra.

Conexão Alcolumbre

Desembarcou ontem em Macapá, em duas aeronaves da FAB, uma Força nacional do SUS, com 180 profissionais da área de saúde –médicos, enfermeiros e auxiliares. O grupo levou 12 toneladas de insumos para combate ao Covid-19 na capital e interior. A situação é crítica no Amapá. Há relatos de que os hospitais da capital não têm nem sedativo, e médicos são forçados a entubar pacientes acordados.

Radar ligado

O PV vai ‘soltar a boiada’ para cima do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Apresentou requerimento de convocação para explicar suas palavras na reunião ministerial.

Vigilância 1

As empresas de segurança vivem impasse. Se não cumprem cota de aprendiz são multadas, mas se cumprem, estão precarizando o trabalho, diante de determinação da PF que proíbe a contratação de menores, porque eles não podem trabalhar em ambiente com armamentos.

Vigilância 2

A saída tem sido negociar com sindicatos de trabalhadores para que as cotas sejam cumpridas somente de acordo com o número de funcionários da administração das empresas. O STF vai votar a prevalência do acordado sobre o legislado. Até lá, todos os processos sobre o assunto deveriam estar suspensos.

Dinheiro nessa hora?

O movimento liberal Livres ingressou esta semana com uma Ação Civil Pública conta o Governo do Estado do Pará e o Banpará pelo repasse de R$ 2,4 milhões para quatro clubes de futebol do Estado.

Renegade na pista

Lembram da nota aqui sobre os 140 Jeep Renegade comprados pelo Governo de Pernambuco? É fato. Mas não foram para fiscalizar povo na rua durante a pandemia. São para Guardas Municipais de cidades contempladas num programa – o que não os impede de usá-los para orientar a população. Igarassu recebeu 7 jeep há dias.

Ponto Final

A melhor participação da reunião foi a do vice-presidente General Mourão, que esperto e prudente, ficou calado.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Esplanada

Esplanada

Blog/coluna Direto de Brasília - Leandro Mazzini e sua equipe de jornalistas, apresentam os bastidores do poder e da política na Capital Federal
Facebook
© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados