Segunda, 06 de abril de 2020
47 99609-9282
Geral

26/02/2020 ás 09h48 - atualizada em 26/02/2020 ás 10h07

AdminX

Itapema / SC

O drama da família de Santa Catarina que vive no centro do surto de coronavírus na Itália
Medidas extremas foram tomadas na região. 5.500 escolas, creches, teatro, cinemas e museus estão fechados. Além disso, está mantido o status de emergência sanitária internacional para o vírus
O drama da família de Santa Catarina que vive no centro do surto de coronavírus na Itália
Arquivo Pessoal

 


A Itália vive um surto do novo coronavírus (Codiv-19). Ao todo já são dez mortos, a maioria pessoas idosas e com doenças crônicas. Nesta terça-feira (25), foram confirmadas mais três mortes no país, todas na região da Lombardia.

Nesta região, há 240 casos confirmados da doença. No local, vive uma família de catarinenses. Marilse Ramos, de Rio do Sul, mora ali com o marido e a filha, de nove anos. A família brasileira se mudou para a Itália há seis meses.

Segundo conta a catarinense em uma entrevista para o Portal Expresso, da região de Rio do Sul, a situação é crítica. As autoridades determinaram várias medidas de segurança. “Os moradores não devem sair de casa, devem usar máscara e precisam lavar as mãos com muita frequência”.

Marilse diz que as máscaras já estão em falta nas farmácias. Segundo ela, quem foi rápido conseguiu comprar. Além disso, não se encontra mais álcool gel também.

A família de Santa Catarina está em uma área classificada como Zona Amarela, eles podem sair e entrar na cidade, mas devem tomar os cuidados recomendados. Quem vive na Zona Vermelha, está proibido de sair e entrar da cidade.

Medidas extremas foram tomadas na região. 5.500 escolas, creches, teatro, cinemas e museus estão fechados. Além disso, está mantido o status de emergência sanitária internacional para o vírus.

Segundo Marilse, o vírus não tem controle, mas o país está organizado no combate. “Confesso que eu voltava para o Brasil amanhã com minha filha. Esse vírus não tem controle, mas meu marido quer ficar. Então vamos seguindo as recomendações, já que a Itália está muito organizada agora para combater esse surto”.

Primeiro caso confirmado no Brasil

O Brasil registrou o primeiro caso de coronavírus nesta terça-feira (25). O teste de contraprova, que era aguardado pelo Ministério da Saúde, deu positivo.

O paciente havia testado positivo para o vírus no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, e sido submetido ao teste de contraprova no Instituto Aadolfo Lutz.

O Brasil passa a ser o primeiro país da América Latina com um caso confirmado do novo vírus, que já matou 2.708 pessoas no mundo.

O paciente foi atendido na segunda (24), e a Vigilância Epidemiológica estadual foi notificada nesta terça (25).  Até esta quarta, mais de 80 mil pessoas foram infectadas e 2.708 morreram em decorrência da doença Covid-19, no mundo todo.

O período em que o homem esteve na Itália a trabalho) coincide com a explosão de casos no país europeu, quando mais de 220 pessoas foram infectadas. Até esta quarta, mais de 320 pessoas foram infectadas e 11 morreram na Itália.


 


 


 

FONTE: Com informações de Greice Sauer

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários
Veja também
Facebook
© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados