keyboard_backspace

Página Inicial

Economia

Mulheres empreendem mais na pandemia

A força do empreendedorismo feminino. Nos negócios, as mulheres demonstraram ser mais articuladas e inovadoras para superar os desafios da pandemia. Em 2020, houve um aumento de 40% no número de micro e pequenas empresas abertas por mulheres

Divulgação

A pandemia impulsionou a abertura de novas empresas no país – reflexo da demissão em massa, na qual muitos brasileiros tiveram de empreender para garantir o sustento da família e da casa. Segundo números fornecidos pelo Ministério da Economia, em 2020 foram abertas 3.359.750 empresas – um aumento de 6% em relação ao ano anterior. No mesmo período ocorreu o fechamento de 1.044.696 empresas, queda de 11,3% na comparação com 2019. O saldo positivo é de 2.315.054 empresas abertas.   

De acordo com o Sebrae – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de São Paulo, 2020 teve um aumento de 40% de micro e pequenas empresas abertas por mulheres. “Uma pesquisa realizada pela Global Entrepreneurship Monitor apontou que, atualmente, temos aproximadamente 30 milhões de mulheres empreendedoras, o que representa cerca de 48,7% de todo o mercado empreendedor”, disse o administrador, contabilista e professor Carlos Afonso. 

Além disso, o Brasil ocupa o sétimo lugar no ranking dos países com maior proporção de mulheres entre os empreendedores iniciais. Na maioria, elas assumem a missão de empreender sozinhas: 81% não têm sócios e apenas 19% possuem um ou mais sócios.  

A importância social do empreendedorismo feminino

O empreendedorismo feminino possibilitou que muitas mulheres exerçam uma carreira profissional, tenham renda própria (independência financeira) e ofereçam melhores condições financeiras para a família. Elas perceberam na arte de empreender um ofício desafiador e recompensador, na qual a satisfação pessoal e o reconhecimento de sua missão de vida são reconhecidos e valorizados. 

União empreendedora 

Existem diversos grupos corporativos formados por mulheres empreendedoras. Elas se ajudam em diversos sentidos e transformam o cenário onde atuam. Empresárias bem-sucedidas e mais experientes, encorajam e inspiram aquelas que estão iniciando sua trajetória ou enfrentando algum tipo de obstáculo. 

“As associações empresariais e comerciais das cidades têm forte participação neste movimento, uma vez que a maioria possui um Núcleo de Mulheres Empreendedoras, formado por suas associadas. Elas organizam palestras com temas relevantes, aprendem juntas, fortalecem o networking etc.”, apontou professor Carlos. 

Números da pandemia

Uma pesquisa do Sebrae e a Fundação Getúlio Vargas revelou que durante a pandemia de Covid-19, as empreendedoras demonstraram ter mais agilidade e competência para a implementação de novos negócios e inovação. A maioria das mulheres (71%) fez uso das redes sociais, aplicativos e internet para vender produtos. 

Em um comparativo feito pela pesquisa, a maioria dos empresários registrou uma diminuição do faturamento mensal, a partir do início da pandemia, com uma situação ligeiramente pior para as mulheres (78%), em relação aos homens (76%). Por outro lado, elas utilizaram mais das vendas online (34% contra 29%). As mulheres também inovaram na oferta de seus produtos e serviços (11% contra 7% dos homens), elas aproveitaram dos serviços delivery (19%), enquanto 14% dos empresários utilizaram da mesma estratégia. 

O Sebrae acredita que a melhor performance se dá ao nível de escolaridade das mulheres empreendedoras, que são mais escolarizadas do que os homens: 63% têm nível superior incompleto ou mais, contra 55% dos homens com mesmo nível de escolaridade. Outra possível explicação está no percentual de mulheres jovens empreendendo ser maior do que o de homens (24% delas tem até 35 anos, contra 18% deles).

Fonte: Visor Notícias

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Economia

Preço do diesel nos postos marca novo recorde; gasolina recua

Preço médio do litro do diesel no país foi de 6,943 nesta semana, renovando o maior valor nominal desde que a ANP passou a fazer levantamento semanal de preços, em 2004

Economia

Agronegócio registra superávit de US$ 43,7 bilhões até abril

Apenas no mês de abril, o agronegócio exportou US$ 14,9 bilhões

Economia

BRDE busca ampliação de recursos de fomento junto ao Ministério do Turismo

Durante o encontro, a comitiva ressaltou a importância do repasse de R$ 300 milhões para aplicar nos três Estados do Sul

Economia

Oportunidades de negócios em SC são apresentadas para 30 países

SC Day foi realizado na Embaixada de Portugal, em Brasília

Economia

Programa do governo de SC deve capacitar 5 mil trabalhadores para o mercado formal

Com o programa, serão realizados cursos de capacitação para pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade de baixa renda

Mais notícias

Segurança

Jovem de 19 anos morre após capotar o carro e cair em córrego

A vítima teve o corpo parcialmente lançado para fora do carro

Segurança

Jovem é encontrado morto em calçada com a boca cheia de terra

Segundo informações, o jovem foi encontrado em uma calçada, inconsciente e com sinais de espancamento na cabeça