keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Mulher que matou gestante percorreu 1,8 km após crime para simular que teve parto

Autora está presa deste a última sexta-feira

X

Os três homens que auxiliaram a autora do homicídio da Flávia Godinho Mafra, grávida de 36 semanas, em Canelinha na semana passada foram ouvidos na tarde desta segunda-feira pela Polícia Civil. Os envolvidos no primeiro socorro à falsa mãe haviam se apresentado na semana passada na delegacia de São João Batista e confirmaram, em depoimento, que encontraram a assassina no veículo ensanguentada afirmando que havia dado a luz no interior do automóvel. Eles foram ouvidos como testemunha, já que agiram de boa fé ao prestar socorro.

Ainda em depoimento as testemunhas ouvidas disseram que momentos antes de prestarem auxílio, ela havia passado por eles dirigindo o automóvel GM/CORSA, branco, em alta velocidade e que logo na frente a encontraram com o veículo parado na via pública carregando a criança no banco de trás onde prestaram os primeiros socorros.

Agentes da Polícia Civil acompanharam as testemunhas ao local exato em que elas afirmaram ter encontrado a criminosa e o bebê e realizaram o levantamento fotográfico para confrontar com os demais dados já colhidos pelas investigações. Os policiais ainda levantaram a distância percorrida pela falsa mãe entre o local em que o corpo da vítima foi encontrado até o lugar na qual foi socorrida pelas testemunhas. Ela percorreu 1,8 quilômetro do local do assassinato até o ponto que simulou o parto.

Os investigadores seguem buscando novas informações e aguardam o resultado de laudos periciais e outras diligências podem ocorrer a qualquer momento.

Polícia Civil

Segurança

Prova de vida de servidores aposentados é suspensa até 31 de outubro

Quem teve benefício suspenso pode pedir para restabelecer pagamento

Segurança

Polícia Civil prende avó e neto por tráfico de drogas

Ação é resultado de três meses de investigação sobre o tráfico de drogas

Segurança

Homem é preso após descumprir medida protetiva contra mulher

Investigado foi indiciado e denunciado por ameaça e lesão corporal

Segurança

Homem espanca mulher e joga filha de 45 dias no chão em Balneário Camboriú

Homem bateu nela após ser acordado para ajudar dar banho na menina

Mais notícias