keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Mulher de 27 anos é assassinada com tiro no pescoço durante madrugada

Vítima saiu de madrugada para vender roupas

Na madrugada deste domingo (29), uma mulher foi morta após ser atingida por disparos de arma de fogo na região do pescoço. O crime aconteceu no bairro Coloninha, em Araranguá, no Sul do Estado. Daiane de Assunção Gonçalves, de 27 anos, estava em uma bicicleta quando um homem teria disparado contra ela. Ela morreu no local. O caso ocorreu por volta das 00h30 e segundo informações, a vítima, teria comentado para algumas testemunhas que sairia para vender roupas. A suspeita é de que o caso tenha sido motivado por uma dívida com uma organização criminosa. O autor dos disparos não foi encontrado.

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Segurança

Trio que assassinou idoso durante roubo é preso em Joinville

Nesta quarta-feira, foram cumpridas as três prisões e quatro mandados de busca nas cidades de Joinville e São Francisco do Sul

Segurança

Criança encontra o corpo de mãe esfaqueado no quarto de casa

O marido da vítima confessou o crime e alegou “distúrbios psíquicos”

Segurança

Ponte quebra e caminhão fica preso na correnteza de rio em SC

A ponte onde houve o acidente era provisória e tinha a estrutura para aguentar apenas seis toneladas

Segurança

Mulher que morreu em acidente em Tijucas deixa seis filhos

Após sair da pista, o carro capotou e ficou parcialmente submerso

Mais notícias

Geral

Primeiro clube flutuante de SC naufraga na Ilha das Cabras em Balneário Camboriú

Não havia ninguém no local quando a estrutura se desprendeu. A estrutura ficava atracada na margem direita do Rio Camboriú

Cidades

Força-tarefa de Itapema atuou durante toda a madrugada para diminuir estragos do ciclone

Foram registrados em média 150mm de chuva nas últimas 24h e cerca de 26 mil unidades ficaram sem energia elétrica