keyboard_backspace

Página Inicial

Coronavírus

MP investiga denúncia de fura-fila para tomar vacina da Covid-19 em SC

Servidores públicos que 'furam' a fila de vacinação ou favorecem essa prática podem estar cometendo um ato de improbidade administrativa.

X
Foto: Divulgação

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) instaurou um procedimento para apurar a informação de que um agente público do primeiro escalão do Poder Executivo do Município de Marema teria recebido vacina contra o coronavírus mesmo não sendo integrante dos grupos prioritários.

De acordo com o Promotor de Justiça Felipe Nery Alberti de Almeida, titular da 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Xaxim, o procedimento – uma Notícia de Fato – foi instaurado nesta terça-feira (26) a partir de representações feitas por cidadãos pelo e-mail da Promotoria e por meio da Ouvidoria do MPSC.

Servidores públicos que ‘furam’ a fila de vacinação ou favorecem essa prática podem estar cometendo um ato de improbidade administrativa. Atitudes que violem deveres de honestidade, imparcialidade, legalidade e lealdade às instituições podem sofrer várias penalidades, entre elas perda da função pública.

O MPSC está atuando em todo o estado para prevenir as ocorrências de desrespeito à fila de vacinação e para buscar a responsabilização civil e criminal dos envolvidos nos eventuais casos de desvios de conduta dos agentes públicos e privados nas situações em que houver indícios de que os imunizantes foram distribuídos ou aplicados em desacordo com o que foi estipulado pelo Ministério da Saúde e pela Comissão Intergestores Bipartite (CIB) de Santa Catarina.

População deve ajudar na fiscalização

Nas redes sociais do MPSC, o público é orientado sobre as formas de contatar o Ministério Público nas situações em que suspeitar de que a fila da vacinação está sendo furada: “Se você souber que alguém que não faz parte do grupo prioritário recebeu a vacina, denuncie!”

Os canais adequados para comunicar ao Ministério Público os casos de suspeita de “fura-fila” são a Ouvidoria do MPSC, pelo telefone (48) 3229-9306 ou pelo e-mail ouvidoria@mpsc.mp.br; o site do MPSC, mpsc.mp.br, com o auxílio da assistente virtual Catarina; ou os telefones celulares das Promotorias de Justiça, que podem ser encontrados nesta página.

Fonte: Visor Notícias

Coronavírus

Ocupação de UTIs chega ao pior nível da pandemia, diz Fiocruz

Em 12 estados e no DF, mais de 80% dos leitos covid-19 estão ocupados

Coronavírus

Câmara de Itapema suspende atendimento ao público até 12/03

Atendimento presencial ao público fica suspenso pelas próximas duas semanas. Cidadão pode entrar em contato por email ou telefone. Sessões serão transmitidas ao vivo pelas redes sociais da instituição

Coronavírus

Balneário Shopping e outras unidades estarão fechadas aos finais de semana

Nos demais dias de semana (2ª a 6ª feira) os shoppings estarão funcionando normalmente, respeitando sempre os protocolos de saúde e segurança

Coronavírus

Nova variante: bebê com carga viral elevadíssima de coronavírus acende alerta

Variante foi identificada a partir do caso do bebê, e ainda não se sabe o quão comum ela é

Coronavírus, Utilidade Pública

Profissionais de Saúde da rede privada começam a ser vacinados em Porto Belo

Porto Belo recebeu nesta sexta-feira mais 270 doses de vacina e também recebeu as segundas doses a serem aplicadas nos idosos acima de 90 anos.

Mais notícias

Cidades

Arteris começa obras para melhoria do fluxo na via marginal da BR-101 em Palhoça

Alterações são necessárias por conta do aumento da demanda na rua lateral, devido às obras de construção de terceira faixa – e também para viabilizar desvio de fluxo para via marginal

Cidades

Itajaí revoga decreto que suspendia aulas presenciais

Decisão foi tomada na tarde desta sexta-feira (26). Atividades seguem normalmente na segunda (1º)