keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Motociclista morre após ter pescoço cortado com linha de cerol em Navegantes

Jovem chegou a ir até um posto de combustível pedir ajuda, mas não resistiu aos ferimentos

X
Foto: Divulgação

Um jovem morreu após ter o pescoço cortado por uma linha de cerol, na BR-470, em Navegantes, durante a tarde do último sábado (13).

Após o acidente, o motociclista parou a moto, foi até um posto de combustível e pediu ajuda. As pessoas que estavam no local acionaram os socorristas, mas, devido à gravidade da lesão ele não resistiu e morreu no local.

A Polícia Militar informou que também foi acionada para ocorrência, porém não encontrou o dono da linha. O Instituto Médico Legal (IML) de Balneário Camboriú ficou responsável pela retirada do corpo. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Fonte: Ronda Policial

Segurança

Ator Felipe Titto é detido após abordar homem que abandonou cachorro em rodovia no RS

Felipe disse que que ficou alterado por causa da cena que tinha presenciado

Segurança

Obstrução de hidrômetros dificulta trabalho dos leituristas da Águas de Penha

Nos últimos meses, as equipes da concessionária têm encontrado aparelhos atrás de muros

Segurança

Caixa padrão: Águas de Camboriú utiliza equipamento para a segurança do consumo

O hidrômetro é responsável por realizar a medição do consumo de água dos imóveis

Segurança

Pentágono confirma que navio da Marinha filmou OVNIs triangulares

Posso confirmar que as fotos e vídeos mencionados foram feitos por integrantes da Marinha, diz nota do Pentágono

Segurança

Filho é preso por simular o próprio sequestro para tirar dinheiro dos pais

Homem havia desaparecido após sair do trabalho na sexta-feira (09) e passou a pedir dinheiro para o pai pelo telefone

Mais notícias

Segurança

Ator Felipe Titto é detido após abordar homem que abandonou cachorro em rodovia no RS

Felipe disse que que ficou alterado por causa da cena que tinha presenciado

Geral

Governadora de SC determina força máxima para buscar e devolver os R$ 33 milhões aos cofres públicos

Daniela pediu força máxima no caso e acionou a Procuradoria-Geral do Estado para avançar nas buscas pelos valores