keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Militares são nomeados para atuação em escolas cívico-militares em SC

O Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim) iniciou a partir de uma iniciativa do Ministério da Educação, em parceria com o Ministério da Defesa.

X
Foto: Mauricio Vieira / Secom

A governadora Daniela Reinehr e o secretário de Estado da Educação, Luiz Fernando Vampiro, assinaram nesta quinta-feira, 6, os termos de posse de 24 profissionais militares que atuarão em três Escolas Cívico-Militares da rede estadual de Santa Catarina. Eles foram designados para trabalhar na EEB Cel. Pedro Christiano Feddersen, em Blumenau, na EEB Professora Irene Stonoga, em Chapecó, e na EEB Prof. Jaldyr Bhering Faustino da Silva, em São Miguel do Oeste. A nomeação ocorreu em uma solenidade na sede da Secretaria de Estado da Educação, na Capital.

“É um contentamento muito grande. Estamos iniciando esse processo em que usamos as forças de segurança do Estado. Esse modelo das escolas cívico-militares têm sido um sucesso. Tenho certeza que é um programa que vai crescer muito, pela demanda que nós vemos e pela aceitação das comunidades”, destacou a governadora.

Os militares nomeados nesta quinta-feira incluem quatro oficiais, que deverão prestar apoio na gestão escolar para que os profissionais da Educação dediquem-se às atividades didáticas e pedagógicas. Os demais atuarão como monitores para orientar alunos sobre disciplina, desenvolver ações de educação cívica, auxiliar na conservação da estrutura das escolas e oferecer apoio socioemocional em situações de bullying.

“Esse é um programa do MEC, mas que nós vamos nos tornar referência de aplicação. A comunidade tem aceitado muito bem. Tanto a Polícia Militar quanto o Corpo de Bombeiros são altamente bem avaliados e tê-los no apoio é um acréscimo à educação de Santa Catarina”, destaca o secretário Vampiro.

Os profissionais empossados fazem parte do Corpo Temporário de Inativos da Segurança Pública (CTISP), sendo 14 da Polícia Militar e 10 do Corpo de Bombeiros Militar. A EEB Cel. Pedro Christiano Feddersen terá atuação de nove militares, enquanto oito militares foram designados para trabalhar na EEB Professora Irene Stonoga e sete na EEB Prof. Jaldyr Bhering Faustino da Silva. Para o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Dionei Tonet, o modelo cívico-militar tem grandes contribuições a dar para o Estado.

“A Polícia Militar é parceira desse processo. Colocamos nossos profissionais à disposição, com o intuito de que tenhamos uma sociedade mais justa e fraterna e que possamos construir uma segurança social”, declarou Tonet.

As três escolas selecionadas nesta etapa estão na categoria “Recurso” do programa cívico-militar, em que o Governo do Estado disponibiliza militares da reserva para atuação nas escolas e o Governo Federal repassa recursos que devem ser investidos na infraestrutura e no trabalho pedagógico das unidades.

Além dessas unidades, há quatro escolas que aderiram ao modelo em Santa Catarina. A EEB Profª. Emérita Duarte Silva e Souza, de Biguaçu, e a EEB Prof. Angelo Cascaes Tancredo, de Palhoça, foram as primeiras do Estado a iniciar as atividades como parte do modelo em 2020. Essas unidades estão inseridas na categoria “Pessoal”, em que o Ministério da Defesa disponibiliza os militares e o Governo do Estado é responsável pelos investimentos na infraestrutura e materiais pedagógicos.

Há duas outras escolas nesta categoria em Criciúma e Tubarão, EEB Joaquim Ramos e EEB Henrique Fontes, respectivamente, que estão em fase de implementação após a adesão ao programa pela comunidade escolar. O regimento interno do programa das escolas cívico-militares do governo federal destaca que os profissionais do quadro militar devem atuar com base em cinco valores: honestidade, civismo, dedicação, excelência e respeito.

O Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim) iniciou a partir de uma iniciativa do Ministério da Educação, em parceria com o Ministério da Defesa. Trata-se de um projeto que tem como objetivo alcançar a gestão de excelência nas áreas educacional, didático-pedagógica e administrativa, contribuindo com a formação dos estudantes em todas as dimensões, como intelectual, física, afetiva, social, ética, moral e simbólica.

Fonte: Visor Notícias

Geral

Professores de ciências participam de encontro para troca de experiências

Uso de experimentos nas aulas de ciências constitui uma relevante ferramenta no processo de aprendizagem

Geral

Vetter inicia construção de novo empreendimento em Penha

Com arquitetura contemporânea, o Coral Gables insere a cidade no rol do mercado imobiliário de luxo com aposta em soluções inéditas

Geral

Vídeo: Motorista perde controle em rotatória e quase vai para dentro de lagoa

O acidente foi registrado por volta das 3h50min em uma rotatória da cidade de Penha

Geral

“Considero ele um monstro”, pai de serial killer se desculpa por mortes

Durante uma semana de fuga, o homem matou pelo menos quatro pessoas e baleou outras três, além de fazer reféns em chácaras

Mais notícias

Segurança

Assaltante morre em confronto com a PM e dois são presos em Bombinhas

Dois criminosos foram mortos no final da tarde desta quinta-feira (17), no bairro José Amândio, em Bombinhas. Segundo informações preliminares eles haviam praticado assaltos na região da Grande Florianópoli

Cidades

Violência contra o idoso dobra durante pandemia e continua crescendo

Alerta foi feito nesta quinta-feira (17) durante Roda de Conversa entre os vereadores de São José , representantes de entidades e do município