keyboard_backspace

Página Inicial

Cidades

Metade dos pacientes agendados não comparece para fazer exames em Camboriú

O novo Hospital de Camboriú já agendou 45 exames, mas até o momento, quase metade dos pacientes não compareceu para os procedimentos

X

O Hospital Cirúrgico Camboriú incluiu dois novos exames na listagem de procedimentos oferecidos para a população: a endoscopia digestiva alta e a colonoscopia. Os exames começaram a ser realizados logo após a reabertura do hospital, com a liberação de 15 agendamentos por semana. A ideia, segundo a diretora geral do HCC, Diane Schwerz, é reduzir a espera dos pacientes de Camboriú que aguardam na fila.

O prefeito Elcio Rogério Kuhnen destaca a importância desses exames para diagnósticos precisos. “São exames importantes, que agora passam a ser oferecidos em Camboriú, reduzindo o tempo de espera da população que precisa desses diagnósticos”, explica ele. Até o momento, 45 agendamentos foram liberados. Muitos moradores, porém, confirmaram o exame, mas não compareceram na data marcada.

“Estamos com uma média de sete faltas por semana para os exames de endoscopia e colonoscopia. É quase metade dos agendamentos”, revela a diretora do HCC. Segundo ela, a ausência após confirmação prejudica o andamento da fila de espera. “O horário que está marcado para alguém que não veio, resulta em equipamentos e profissionais ociosos, que poderiam estar atendendo outra pessoa”, explica. Além disso, a falta sem justificativa prejudica o próprio paciente, que retorna para o final da fila de espera.

Além desses exames, o HCC segue com as cirurgias eletivas, como vasectomias, retiradas de hérnia, hemorroidectomia e retirada de vesícula. Para o secretário de Saúde de Camboriú, Ronnye Peterson Nasser dos Santos, o funcionamento do HCC tem superado as expectativas. “Em aproximadamente 15 dias de atuação, já tivemos cirurgias pequenas e complexas, vários exames de imagem, endoscopias, colonoscopias. O retorno da população também é bastante positivo, o que nos motiva a seguir aprimorando os serviços”, comenta.

O prefeito de Camboriú, Elcio Kuhnen, reforça a importância dos exames e das cirurgias eletivas para reduzir a demanda da população por atendimentos de alta complexidade. “Atender no HCC com as cirurgias eletivas e a possibilidade de diagnóstico precoce no caso de problemas gastrointestinais, com as colonoscopias e endoscopias, deve representar um impacto muito positivo na demanda por saúde de toda a região, porque retira o paciente da porta da emergência. São importantes ações preventivas”, defende Elcio.

Recursos federais 

Há alguns dias, o Ministério da Saúde autorizou o Hospital Cirúrgico Camboriú (HCC) a receber recursos pelo MAC, que trata de média e alta complexidade. Desta forma, além do custeio do Governo do Estado, o hospital poderá receber custeio do Governo Federal. “Este é mais um passo importante para a manutenção do hospital e inclui a possibilidade de recebermos emendas de parlamentares federais”, finaliza o prefeito Elcio.

Cidades

Defesa Civil alerta para risco alto de deslizamentos em Itajaí nas próximas horas

Nas últimas 72 horas, foram observados acumulados acima de 100mm na Grande Florianópolis, Médio Vale do Itajaí e Litoral Sul

Cidades

Projeto de pavimentação do Morro de Zimbros passa por última análise

Além da pavimentação asfáltica da Rua Carlos Antônio da Silva Filho, conhecida como Estrada do Morro de Zimbros, também serão pavimentadas as ruas Irineu José Moreira, José Guerreiro Filho e Leopoldo Guerreiro Filho

Cidades

Defesa Civil emite alerta máximo para deslizamentos em Santa Catarina

Nas últimas 72 horas, foram observados acumulados acima dos 100 mm no Litoral e Vale do Itajaí. Destacam-se os municípios de Florianópolis, com 250 mm e Guabiruba, com 180 mm

Cidades

Mãe e filha que morreram soterradas são veladas em Florianópolis

Além das duas vítimas, o filho e irmão das mulheres também morava na casa, mas ele saiu da residência pouco antes do incidente

Mais notícias