keyboard_backspace

Página Inicial

Cidades

Menina de 11 anos de SC faz cirurgia inédita em tumor ósseo com nitrogênio líquido

Cirurgia realizada no Hospital Joana de Gusmão levou 12 horas

X
Foto: Secom/Divulgação

O Serviço de Ortopedia Pediátrica do Hospital Infantil Joana de Gusmão (HIJG), de Florianópolis, realizou nesta segunda-feira, 7, uma cirurgia inédita com a utilização de nitrogênio líquido para congelamento de células vivas de tumor ósseo. O procedimento foi liderado pelo médico André Luís Fernandes Andújar.

A paciente Eduarda Saturno Pessi, de 11 anos, moradora de Urussanga, no Sul do Estado, descobriu em junho um Sarcoma de Ewing – tumor maligno que ocorre predominantemente em ossos – no fêmur direito (osso da coxa). Desde então, está em tratamento com quimioterapia em Criciúma, mas precisou ser encaminhada para o HIJG ainda em junho para biópsia e, agora, para cirurgia de ressecção do tumor.

Conforme Andújar, normalmente nesses casos, após a ressecção, é necessário substituir o osso por outro, como o da fíbula, de enxerto de Banco de Ossos ou uma prótese. “Já a técnica de mergulhar o osso em nitrogênio líquido é uma solução biológica, pois mantém o osso do próprio paciente, com menos chance de complicações. Há uma série de benefícios”, ressalta.

A cirurgia, que durou 12 horas, consistiu em um acesso lateral na coxa da paciente para ressecção do tumor, que inclui toda a parte central (diáfise) do osso da coxa. Em seguida, o segmento femoral retirado foi mergulhado em um recipiente com nitrogênio líquido, onde permaneceu por 20 minutos a 196°C negativos. Com as baixas temperaturas, as células tumorais morrem e assim o osso pode ser devolvido à coxa e fixado com placas e parafusos.

O ortopedista Mario Cavalcanti de Albuquerque, especialista em Oncologia Ortopédica e que foi residente de Ortopedia no HIJG, participou voluntariamente do procedimento desta segunda-feira e foi quem trouxe ao hospital a técnica ainda inédita em Santa Catarina. Albuquerque explica que a técnica biológica é sempre a ideal, principalmente no caso de crianças, pois os ossos ainda estão em crescimento. “No caso da Eduarda, foi possível preservar a articulação do quadril. O osso doente foi cortado logo abaixo da articulação, evitando que fosse comprometida, o que poderia trazer problemas futuros para a paciente”, observa o médico.

Participaram ainda do procedimento o especialista em tumores ósseos do HIJG, Mário C. Kormann; o ortopedista pediátrico Rodrigo S. Grandini; a médica residente de Ortopedia Pediátrica do HIJG Marthina Alice Gressler; o médico residente de Ortopedia e Traumatologia Tieslivi da S. Vieira; as instrumentadoras Mariana Bonenberger e Madalena de Toledo; os circulantes de sala Soeli S. Proencio, Dieggo O. da Silveira e Roseli A. Neubuser; o anestesista Marcelo Souza Cruz, e o residente de Anestesiologia Mauricio Collet Romanini.

O HIJG é um dos hospitais da rede pública da Secretaria de Estado da Saúde.

Fonte: Visor Notícias

Cidades

Vereadores de Itapema visitam a Guarda Municipal de Balneário Camboriú

Segundo o vereador Léo Cordeiro, a troca de informações foi positiva e esclareceu dúvidas deles com relação a criação de uma Guarda Armada em Itapema

Cidades

Presidente da Câmara de Itapema visita Abrigo Municipal de animais

Alexandre Xepa recebeu o vereador de Jaraguá do Sul, Anderson Kassner, para uma visita técnica ao local que hoje abriga quase 50 animais prontos para adoção

Cidades

Defesa Civil reforça alerta de chuva forte e persistente com risco de alagamentos e deslizamentos em SC

Alerta vale desta terça-feira (19) até quinta-feira (21) para o Litoral e Vale do Itajaí

Cidades

Águas de Bombinhas comemora investimentos e o melhor abastecimento no fim de ano

A empresa investiu em melhorias, reforços de rede, simulações e limpezas ao longo do ano

Cidades

FAACI vai realizar oficinas do Plano de Manejo do Refúgio da Vida Silvestre

Inscrições devem ser feitas por telefone com Matheus Morganti Baldim (048) 99123-3132

Mais notícias