keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Mais de mil quilos de camarões contrabandeados são apreendidos na BR 101

Os camarões estavam distribuídos em 61 caixas, sem refrigeração e sem nota fiscal de origem

Por volta das 4h da madrugada de quarta-feira, 29/08, policiais rodoviários federais aprenderam 1.098 quilos de camarões contrabandeados da argentina.

Os agentes realizavam fiscalização em frente a Unidade Operacional de Barra Velha, na BR 101, quando deram ordem de parada a uma GM/S10 placas de Palhoça/SC. O motorista não obedeceu e fugiu em alta velocidade por cerca de um quilômetro. Ele saiu da rodovia, abandonou o veículo e se embrenhou na vegetação, mas alcançado e preso.

Os camarões estavam distribuídos em 61 caixas, sem refrigeração e sem nota fiscal de origem. O condutor, de 31 anos, afirmou que buscou o produto na Argentina e o revenderia na região da grande Florianópolis.

Ele foi encaminhado à Polícia Federal de Joinville onde vai responder por contrabando e a carga foi encaminhada ao IBAMA de Itajaí.

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Segurança

Criança autista de 3 anos morre após amamentação em Penha

Segundo informações, a mãe da criança amamentou a pequena e em seguida colocou ela para dormir no quarto

Segurança

Criminosos furtam a placenta de catarinense acreditando ser carne

A vítima contou que guardou o órgão há 3 anos, quando teve sua filha, esperando mostrar para ela no futuro

Segurança

Motociclista morre em acidente com carro em SC

Quando os socorristas chegaram, já não havia ninguém no local do acidente

Segurança

PM de Itapema faz operação em áreas de invasão

Operação foi no bairro Alto São Bento

Mais notícias

Segurança

Criança autista de 3 anos morre após amamentação em Penha

Segundo informações, a mãe da criança amamentou a pequena e em seguida colocou ela para dormir no quarto

Segurança

Criminosos furtam a placenta de catarinense acreditando ser carne

A vítima contou que guardou o órgão há 3 anos, quando teve sua filha, esperando mostrar para ela no futuro