keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Justiça decreta prisão preventiva de casal suspeito de agredir bebê de 3 meses em Caçador

Criança não resistiu a gravidade dos ferimentos e morreu nesta quinta-feira (21)

Imagem Ilustrativa

A Justiça decretou a prisão preventiva do casal suspeito de agredir um bebê de 3 meses na última segunda-feira (18), em Caçador. O pedido foi feito pelo Ministério Público de Santa Catarina e Polícia Civil. A criança, que foi transferida para o Hospital Joana de Gusmão, em Florianópolis, não resistiu a gravidade dos ferimentos e morreu nesta quinta-feira (21).

O pedido do MPSC foi feito durante a audiência de custódia e o casal foi preso. De acordo com o Promotor de Justiça da 4ª Promotoria de Justiça da Comarca de Caçador, Marcio Vieira, “as circunstâncias evidenciadas no processo dão conta da materialidade e autoria delitiva por parte dos suspeitos. Aliados a esses fatores, o clamor do crime e a possibilidade de reiteração criminosa, especialmente contra outras crianças sob a guarda dos investigados, motivam o pedido de preventiva”, explica.

A mãe do bebê é de origem venezuelana e trabalha no Brasil. Ela contou que deixou o filho com o casal por volta das 10h20 e que recebeu uma ligação às 14h. Na conversa, a suspeita contou que levou o bebê para o Hospital Maicé, pois ele estaria com dificuldades para respirar.

No hospital, após os primeiros exames médicos, foi possível identificar várias lesões corporais, conforme informado pelo MPSC. A Polícia Civil foi acionada e o homem de 22 anos e a mulher de 19 anos foram presos em flagrante.

Com o pedido do MPSC, a prisão em flagrante foi convertida em prisão preventiva. Dessa forma, o homem permanece no presídio masculino de Caçador e a mulher continua no presídio feminino de Chapecó. Ambos estão à disposição da Justiça. O bebê segue na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do hospital Joana de Gusmão, em Florianópolis, sob cuidados médicos. Não foram divulgadas mais informações sob o estado de saúde da vítima.

Promotoria da Infância e Juventude

Foram instaurados três procedimentos para apurar, respectivamente, a situação do bebê, a situação das duas filhas dos suspeitos e se outras crianças que eram cuidadas pelo casal. A Promotoria da Infância e Juventude da Comarca de Caçador informou que um dos objetivos é identificar porque o bebê e outras crianças estavam sob cuidados de terceiros e não em Centros de Educação Infantil da Rede Pública Municipal.

Fonte: Visor Notícias

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Segurança

Homem desaparecido é encontrado e preso com carro furtado em Itapema

Dupla furtou carro na madrugada de domingo na Praia Brava

Segurança

Homem é preso após agredir e ameaçar a esposa de morte em Tijucas

O homem foi preso e conduzido para a Delegacia de Polícia de Itapema

Segurança

Justiça nega liberdade para policial que matou petista durante festa de aniversário

Guaranho está preso no Complexo Médico Penal, em Pinhais, no PR

Segurança

Polícia impede que idoso seja linchado após tentar estuprar adolescente com deficiência

Após a prisão, o homem foi encaminhado para a Delegacia de Polícia de Rio do Sul

Mais notícias

Segurança

Homem desaparecido é encontrado e preso com carro furtado em Itapema

Dupla furtou carro na madrugada de domingo na Praia Brava

Segurança

Homem é preso após agredir e ameaçar a esposa de morte em Tijucas

O homem foi preso e conduzido para a Delegacia de Polícia de Itapema