keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Justiça de SC condena médico por cobrança de procedimento coberto pelo SUS

O médico foi condenado ao pagamento de multa civil no valor de R$ 30 mil, ressarcimento integral do dano no montante de R$676,11 e perda dos valores acrescidos ilicitamente

X
Divulgação/CNJ/Visor Notícias

O juiz Pablo Vinicius Araldi, titular da 2ª Vara Cível da Comarca de Laguna, condenou um médico ginecologista e obstetra por exigir pagamento para a realização do procedimento cirúrgico de cesárea e laqueadura, ao esposo de uma gestante, sendo que o procedimento seria custeado pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O atendimento aconteceu em instituição de saúde credenciada pelo SUS e, nessa condição, o réu é considerado funcionário público por equiparação e o valor cobrado por ele é considerado vantagem patrimonial indevida.

De acordo com os autos, o fato ocorreu em abril de 2014, quando o homem realizou depósito bancário de R$ 1.250,00 para o profissional de saúde com receio de que, caso não pagasse, sua mulher não receberia o atendimento médico adequado no momento do parto. Além disso, o médico também teria recebido R$ 676,11 do SUS pelos mesmos procedimentos.

A decisão do magistrado pontua que, segundo as provas e depoimentos, “verifica-se claramente que o objetivo do requerido era obter a vantagem patrimonial indevida, por meio do recebimento de valores dos particulares, e, posteriormente, do Sistema Único de Saúde”. O médico, por vontade livre e consciente, dirigida a fim de obter a vantagem patrimonial, exigiu a vantagem do esposo da gestante totalmente às escondidas. “Também conclui-se que o requerido praticou ato de improbidade administrativa atentando contra os princípios da administração pública, visto que realizou conduta em dissonância da legalidade, honestidade e moralidade”.

O médico foi condenado ao pagamento de multa civil no valor de R$ 30 mil, ressarcimento integral do dano no montante de R$676,11 e perda dos valores acrescidos ilicitamente, os quais correspondem a R$1.250,00, todos acrescidos de correção monetária e juros, a contar da data do evento danoso. Cabe recurso da decisão ao TJSC.

Fonte: Visor Notícias

Segurança

Homem que invadiu bar e esfaqueou cliente é encontrado morto em SC

Enquanto os policiais conversavam com o homem que levou a facada, no hospital, foram informados sobre um corpo localizado às margens da SC-157

Segurança

Homem alcoolizado capota carro e é lançado para fora do veículo

O Corpo de Bombeiros Militar atendeu um acidente de trânsito na SC-108, em Nova Trento, na noite desta sexta-feira (18), por volta das 21h. Segundo informações, o acidente foi um capotamento. No local, os socorristas […]

Segurança

Mulher é presa em flagrante por tráfico de drogas em SC

A Polícia Civil prendeu uma mulher de 34 anos em flagrante por tráfico de drogas. Foi na quinta-feira (17), no bairro São Francisco, em São Lourenço do Oeste. A ação foi através da Divisão de […]

Segurança

Caminhoneiro é preso suspeito de participar do roubo da própria carga

Durante o cumprimento das buscas, foram apreendidos o documento falso, R$ 18.500 e objetos que serão analisados

Mais notícias

Segurança

Homem que invadiu bar e esfaqueou cliente é encontrado morto em SC

Enquanto os policiais conversavam com o homem que levou a facada, no hospital, foram informados sobre um corpo localizado às margens da SC-157

Geral

Árvore cai e bloqueia trecho da BR-101

Uma árvore caiu devida às chuvas deste sábado (19) e bloqueou um trecho da BR-101, na altura do km 234, em Palhoça. O incidente aconteceu durante à noite e ninguém ficou ferido. Equipes da Arteris […]