keyboard_backspace

Página Inicial

Política

Justiça barra sessão que votaria impeachment de Carlos Moises

Votação estava marcada para acontecer a partir das 15h desta quinta-feira

X

Informação divulgada a poucos instantes pelo colunista da NSC, Renato Igor, dá conta de que a defesa do governador Carlos Moises suspendeu a sessão prevista para a tarde desta quinta-feira (15) em que seria votado o decreto legislativo que determina impeachment do governador de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva (PSL). O desembargador Monteiro Rocha determinou que a sessão ocorra a partir do dia 20 de outubro. A alegação do magistrado, atendendo pedido da defesa do governador, é que o prazo de 48 horas não foi respeitado. 

Essa foi a segunda tentativa da defesa de Carlos Moises de barrar a votação do processo, que trata da compra fraudulenta de 200 respiradores para atender a demanda da pandemia. A deputada Paulinha já havia tentado, sem sucesso, alegar que haviam novas provas favoráveis ao governador, na sessão da última terça-feira.

Fonte: NSC

Política

Desembargadora Rosane Wolff é a relatora do 2º tribunal do impeachment

Rosane terá até o dia 12 de novembro para entregar o parecer

Política

Conheça os números da nova pesquisa para a Prefeitura de Itapema

A pesquisa mostra a preferência dos eleitores de Itapema para eleições de 2020

Política

Reajuste de contas de luz, água, gás e esgoto está proibido em Santa Catarina

No Plenário, 29 deputados votaram pela rejeição e dois pela manutenção do veto

Política

Carlos Moisés prestou depoimento à Polícia Federal no caso dos respiradores

A defesa de Moisés acredita que, após este depoimento, o MPF possa pedir o arquivamento do processo

Política

Apesar do afastamento, Moisés segue na Casa D’Agronômica recebendo R$10 mil mensais

Moisés ficará até 180 dias sem compromissos e trabalhos como governador

Mais notícias