keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Judiciário catarinense tem mais de 2 milhões de movimentos processuais na última semana

O Poder Judiciário de Santa Catarina (PJSC) superou a marca de 2,1 milhões de movimentos processuais entre os últimos dias 27 de julho e 2 de agosto. É o maior volume registrado pela Justiça catarinense nas 20 semanas de atividades realizadas prioritariamente em home office em decorrência da pandemia da Covid-19. Os números consolidam Santa Catarina na segunda posição do país em relação aos atos praticados por servidores: já são mais de 30,3 milhões de movimentos realizados desde o início da pandemia. Somente São Paulo, considerado o maior tribunal do mundo em volume de processos, tem números superiores.

A última atualização dos dados de produtividade do Judiciário catarinense teve outros indicadores em destaque. Com 27,4 mil decisões publicadas entre os dias 27 de julho e 2 de agosto, o PJSC superou os números das cinco semanas anteriores. A proporção de despachos foi ainda mais expressiva (48,1 mil), superando as marcas alcançadas nas sete semanas anteriores. O volume de sentenças e acórdãos manteve-se em patamar elevado (21,2 mil), praticamente na mesma proporção da semana anterior.

Contribuições com a saúde somam quase R$ 16 milhões

A contribuição do Poder Judiciário de Santa Catarina a partir da distribuição de verbas para a compra de equipamentos e insumos de saúde no combate à pandemia somou mais R$ 497,5 mil na última semana. Assim, o total de contribuições realizadas já passa de R$ 15,8 milhões. É o terceiro maior montante entre os tribunais estaduais brasileiros.

Geral

Faculdade de Itapema se torna campus da UniAvan

Instituição na cidade ganha mais autonomia e passa a se chamar UniAvan - Campus Itapema

Geral

Quino, cartunista que criou Mafalda morre aos 88 anos

Argentino ficou conhecido pelas tirinhas da menina Mafalda

Geral

Hábitos saudáveis podem prevenir a obstrução arterial

Sedentarismo, diabetes e colesterol alto são alguns fatores que podem provocar o surgimento e o avanço da doença

Mais notícias