keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Jovem mente que viajaria para BC e acaba preso na Tailândia por tráfico de drogas

Tailândia é um dos países onde o tráfico de drogas pode ser punido com pena de morte

O paranaense Jordi Vilsinski Beffa, 23 anos, de Apucarana, preso por tráfico de drogas com outros dois brasileiros, no aeroporto de Bangkok, na Tailândia, avisou que havia sido detido por meio de áudio enviado a amigos.

Em uma das mensagens, trocadas com amigos em áudio e texto, Beffa pediu que os amigos cuidassem da família dele, caso não consiga “voltar”. O advogado Petrônio Cardoso, da família de Jordi, disse na quarta-feira (23), que os parentes não sabiam da viagem internacional. O rapaz saiu de casa no dia 11, dizendo que viajaria para Balneário Camboriú, em Santa Catarina.

Segundo as autoridades tailandesas, ele e os outros dois presos foram flagrados com 15,5 quilos de cocaína. A defesa da família do paranaense disse que ele não conhecia os outros dois presos.

A Tailândia é um dos países onde o tráfico de drogas pode ser punido com pena de morte, dependendo da quantidade de droga e das circunstâncias.

Quem são os outros presos

Além de Jordi, os outros dois brasileiros são :

Mary Hellen Coelho Silva, de 21 anos, moradora de Pouso Alegre (MG) e um homem, de 27 anos, que não teve o nome e nem a cidade de origem divulgados. O Itamaraty informou que, por meio da embaixada de Bangkok, acompanha a situação e presta assistência aos brasileiros.

‘Cuida da minha mãe’, escreveu Jordi a amigo

Ainda de acordo com o advogado, a família soube da prisão por áudios e mensagens de texto que Jordi Beffa trocou com amigos.

Em uma das conversas, o brasileiro pede que o amigo cuide da mãe dele e comenta não saber se vai conseguir voltar.

  • Jordi: “Cuida da minha mãe irmão. Eu peguei o celular aqui rápido”.
  • Amigo: “Pode deixar irmão”.
  • Jordi: “Mas não sei quanto tempo vou ficar”.
  • Amigo: “Amo você”.
  • Jordi: “Se um dia eu chegar voltar”.
  • Jordi: “Cuida deles por mim. Amo você. Se cuida irmão”.

O advogado da família disse que o paranaense trabalhava com carteira assinada como operador de máquinas em uma fábrica de roupas e máscaras havia três anos. Ele pediu demissão do local três dias antes da viagem.

Ainda conforme a defesa, Jordi também terminou um namoro na semana em que viajou para a Tailândia.

Fonte: G1

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Geral

Programa selecionará 100 startups de Santa Catarina para aceleração

BRDE e ACATE lançam Programa BRDE Labs em Santa Catarina

Geral

BR-101 em Itajaí será bloqueada nesta quarta (29) para obras

A PRF recomenda redução de velocidade e atenção redobrada para todos que trafegarem pela região

Geral

Estudo de Viabilidade recomenda construção do Ramal da Ferroeste em Santa Catarina

Pesquisa mostra potencial de importação dos insumos para o Oeste Catarinense com redução de custos

Geral

Pais pedem demissão de professora: ‘Seu corpo distrai os alunos’

O perfil na internet da educadora também tem causado polemica devido a fotos ousadas

Geral

De novo! Catarinense ganha R$8 milhões na Dupla Sena

Outros 19 moradores de Blumenau acertaram a quadra na Mega-Sena

Mais notícias

Segurança

Trio é preso com mais de 20 carteiras de cigarros contrabandeados

O inquérito policial deve ser concluído e encaminhado ao Ministério Público nos próximos dias. Os presos se encontram à disposição da Justiça

Economia

Itapema é a 7ª cidade que mais gerou empregos em SC até maio

Segundo o governador Carlos Moisés, o resultado confirma o momento de crescimento econômico acelerado vivenciado pelo estado com a melhora do cenário epidemiológico no enfrentamento da pandemia de Covid-19