keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Irmãs são internadas com “doença da urina preta” após comerem peixe

Flávia e Pryscila Andrade foram diagnosticadas com Síndrome de Haff após ingerir arabaiana

X

Uma doença rara tem deixado autoridades de Pernambuco em alerta. A síndrome de Half, conhecida como “doença da urina preta” já foi registrada em cinco pessoas no Estado. O caso mais recente envolve duas irmãs que foram internadas em um hospital particular após apresentarem mal-estar e dores, isso tudo, depois da ingestão de um peixe da espécie arabaiana. Segundo a família delas, os médicos confirmaram o diagnóstico de Síndrome de Haff.

Essa síndrome traz como principais diagnósticos falta de ar; dormência e perda de força em todo o corpo; urina cor de café. Segundo o portal G1, a empresária Flávia Andrade, de 36 anos, e a irmã dela, a médica veterinária Pryscila Andrade, de 31 anos, chegaram ao Hospital Português, no bairro do Paissandu, na área central da capital pernambucana, no dia 16 de fevereiro.

A internação ocorreu horas após almoço, que tinha no cardápio o peixe arabaiana, também conhecido como “olho de boi”, de acordo com a mãe das pacientes, a empresária Betânia Andrade. O alimento foi comprado no bairro do Pina, na Zona Sul da capital.

“Flávia fez um almoço na última quinta-feira e convidou eu e Pryscila. Além de nós, tinha o filho de Flávia, de 4 anos, e duas secretárias. Os cinco comeram o peixe, menos eu. Quatro horas depois, Pryscila enrijeceu toda, teve cãibra dos pés até a cabeça e não conseguia andar. Meu neto, de madrugada, teve dores abdominais e diarreia, e as duas secretárias sentiram dores nas costas”, disse Betânia. O diagnóstico da doença de Haff foi informado pelo hospital no sábado (20).

“Flávia foi visitar Pryscila na UTI [Unidade de Terapia Intensiva] e escutou o médico conversando com outra pessoa sobre uma doença associada ao consumo de arabaiana. Ela interrompeu a conversa e contou que tinha comido, com a irmã, esse peixe. Foi quando ele diagnosticou a síndrome de Haff em Pryscila e encaminhou Flávia para fazer exames, sendo internada no quarto, pois ela não aceitou ir para a UTI”, disse A mãe também contou que, nesta terça-feira (23), Flávia continuava no quarto e Pryscila e permanecia na UTI.

“Flávia está no apartamento, pois baixaram as taxas dela, como de leucócitos. Já as taxas de Pryscila continuam altas, pois ela comeu uma porção maior do peixe e está com o fígado comprometido, os rins paralisados e com água no pulmão”, afirmou Betânia. Procurado pelo G1, o Hospital Português afirmou que não tem “autorização da família para envio de boletim médico” sobre o estado de saúde das duas irmãs.

A mãe das duas pacientes fez um apelo para que informações sobre a doença sejam mais divulgadas para a população com o objetivo de evitar outros casos. Segundo o médico infectologista Filipe Prohaska, as causas da doença de Haff são pouco conhecidas, mas podem estar associadas a peixes como arabaiana e tambaqui mal acondicionados

Fonte: G1

Geral

Santa Catarina registra segunda morte por febre amarela

Diagnóstico foi confirmado pelo Lacen/SC (Laboratório Central de Saúde Pública)

Geral

Oceanic Atrativos parabeniza Grupo CCR pela concessão do Aeroporto Internacional de Navegantes

Grupo Oceanic possui hoje em Balneário Camboriú três atrativos: o Oceanic Aquarium, Classic Car Show e a Pizza do Pirata

Geral

Ministério Público Federal dá prazo para Casan solucionar novo vazamento de efluentes na Lagoa da Conceição

Após denúncia recebida pelo MPF, a procuradora da República em Santa Catarina Analúcia Hartmann oficiou a companhia, requisitando vistoria e providências imediatas para solução de um extravasamento em tubulação localizada abaixo do trapiche da Cooperbarco.

Geral

Liminar proíbe venda de unidades e publicidade de empreendimento sem registro imobiliário em Porto Belo

Caso a empresa mantenha a publicidade do empreendimento enquanto ele estiver em situação irregular, estarão sujeitos à multa de R$ 50 mil por dia de descumprimento da decisão judicial.

Geral

Preparem os casacos! Frio intenso é previsto para os próximos 15 dias em SC

Termômetros poderão registrar mínimas de até 3°C nas áreas mais altas do Estado

Mais notícias

Economia

Consumo de gás natural em Santa Catarina cresceu 8,5% em março

Entre os setores que utilizam gás natural, o destaque no consumo foi a indústria

Cidades

Audiência Pública discute LDO e PPA em Porto Belo

A Lei de Diretrizes Orçamentárias, - LDO, estabelece as metas e prioridades da Administração Pública para o exercício financeiro seguinte, orientando a elaboração e execução do Orçamento