keyboard_backspace

Página Inicial

Cidades

Investimentos em tecnologia ampliam monitoramento do sistema de distribuição de água em Penha

Na prática, a empresa ampliou a visualização e a quantidade de informações disponíveis, exibindo o sistema de abastecimento de água de forma ainda mais detalhada

X

A Águas de Penha acaba de investir na adequação do supervisório de 11 boosters (bombas na rede de distribuição de água) do Centro de Controle Operacional (CCO) da concessionária. O investimento ampliará o monitoramento de todo o sistema de distribuição de água da cidade, beneficiando a população de forma geral. Esses pontos captam os dados e os transmitem ao CCO. As informações são processadas por softwares especializados, permitindo que os técnicos tenham um acompanhamento, em tempo real, de funções como vazão, pressão, reservação e distribuição de água em toda a cidade, agilizando as tomadas de decisões e as ações.

Na prática, a empresa ampliou a visualização e a quantidade de informações disponíveis, exibindo o sistema de abastecimento de água de forma ainda mais detalhada. Conforme Maraísa Mendoça Oliveira, responsável pelo CCO de Penha, a readequação no supervisório trouxe diferentes benefícios, como os novos pontos de comunicação dos boosters e melhoria na visualização de pontos de pressão, por exemplo.

“No Centro de Controle Operacional nós temos a visualização e controle sobre todo o sistema de abastecimento de água”, explica. “Através deste controle podemos efetuar diversas ações de forma remota, como aumentar ou diminuir a pressão na rede através do acionamento de bombas, identificar a possibilidade de vazamentos ou alguma inconsistência no sistema”.

Saiba mais sobre o CCO

Oito grandes telas, computadores, dezenas de gráficos, centenas de informações: é desta forma que funciona o ambiente do Centro de Controle Operacional (CCO). O departamento tem acesso, entre outros dados, a informações precisas das variações de pressão e vazão de todo o sistema de abastecimento de água em Penha. A gestão destas informações dá segurança operacional ao abastecimento e permite identificar, de forma remota, qualquer alteração no sistema, o que torna o trabalho no campo mais rápido e eficiente.

O CCO funciona 24 horas, sete dias por semana, como o “cérebro” da concessionária. Com equipamentos de alta tecnologia, consegue controlar toda a produção distribuição de água no município. Variações na pressão e vazão podem indicar, por exemplo, a existência de um grande vazamento. As equipes de campo então realizam o trabalho já com uma região determinada, reduzindo o tempo de ação e os impactos para a comunidade.

Fonte: Visor Notícias

Cidades

Trabalhador é soterrado durante obra de tubulação

O trabalhador apresentava dores do lado direito do tórax e tinha um corte lacerante na parte direita do rosto

Cidades

Deputada Paulinha pleiteia Delegacia Regional para atender as demandas de Bombinhas, Itapema e Porto Belo

Mais uma causa abraçada pela deputada Paulinha para a região da Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí (AMFRI). Depois de conquistar a instalação de uma sede da CIRETRAN regional em Itapema, um pleito […]

Cidades

Denúncias para limpeza de terrenos crescem depois de notificação da Prefeitura de Piçarras

Proprietários ou possuidores de terrenos notificados têm até esta segunda-feira (29) para efetuar limpeza

Cidades

Profissionais de saúde de Porto Belo recebem novos uniformes

A Secretaria de Saúde optou por jalecos aos médicos, enfermeiros e técnicos e coletes aos demais colaboradores, como agentes comunitários, atendentes e auxiliares de limpeza

Cidades

Entrevista: Prefeito de Porto Belo fala sobre importantes obras na cidade

O Visor Manhã desta quinta-feira (29) recebeu o prefeito de Porto Belo, Emerson Stein, para uma conversa sobre importantes obras que estão sendo feitas e planejadas na cidade. Acompanhe a conversa.

Mais notícias

Política

Paulinho apresenta projetos de mobilidade e turismo de Bombinhas para líder do governo Bolsonaro na Câmara

Uma das regiões beneficiadas é a do Mariscal, uma das praias mais procuradas pelos banhistas que todos os anos visitam a cidade

Segurança

Mãe espanca filha de 7 anos e deixa criança sem comida por dias; caso é investigado

Como forma de castigo menina era deixada de joelhos na cozinha durante toda a madrugada sem poder dormir