keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Infestação de escorpiões-amarelos em SC preocupa autoridades de saúde

Segundo a Dive, nenhum óbito provocado por escorpiões foi registrado neste ano em Santa Catarina, todavia, são 135 acidentes envolvendo o aracnídeo - um em Içara. Em Criciúma, não houve registro.

X
Foto: SESRS/Divulgação

Cidades de Santa Catarina que apresentaram muitos casos de pessoas picadas por escorpiões-amarelos (Tityus serrulatus) estão preocupando autoridades de saúde. As informações são da Diretoria de Vigilância Sanitária do estado.

A Dive (Diretoria de Vigilância Epidemiológica) de Santa Catarina considera que 10 cidades do estado infestadas pelo escorpião-amarelo (Tityus Serrulatus). Além de perigoso à saúde, o escorpião-amarelo tem fácil a adaptação a qualquer ambiente.

Na pior das hipóteses, a picada do escorpião-amarelo pode levar à morte. O ferrão também pode provocar quadros de hipertensão e taquicardia, náuseas, vômitos e sonolência, sendo recomendada a procura imediata por uma Unidade Básica de Saúde (UBS). 

Segundo a Dive, nenhum óbito provocado por escorpiões foi registrado neste ano em Santa Catarina, todavia, são 135 acidentes envolvendo o aracnídeo – um em Içara. Em Criciúma, não houve registro.

“A localidade que teve mais registros foi Curitibanos com 27 acidentes, porém a espécie mais comum neste local é o Tityus costatus, considerado uma espécie endêmica em SC e de pouca importância médica. Todos os municípios que registram a presença de Tityus serrulatus (espécie invasora de áreas urbanas e de importância médica) são considerados infestados e devem manter as ações de controle”, diz a Dive.

Ainda conforme o órgão, o escorpião-amarelo pode se reproduzir sem a necessidade de acasalamento, uma vez que neste espécie só há fêmeas.

“Esse fenômeno facilita sua dispersão; por causa da adaptação a qualquer ambiente, uma vez transportado de um local a outro, instalam-se e proliferam com muita rapidez. Além disso, a introdução de T. serrulatus em um ambiente pode levar ao desaparecimento de outras espécies de escorpiões devido à competição”.

O único município do estado com aumento na incidência do escorpião-amarelo é Itajaí. Dados da Dive mostram que há mais registros neste ano do que em todo o ano passado. Entre as recomendações, é importante a organização e limpeza de quintais, remoção de entulhos de construção e o fechamento de possíveis frestas nas casas.

“Não acumular lixo e resíduos orgânicos já que estes atraem baratas que servem de alimento aos escorpiões. Não é recomendada a utilização de venenos para o controle de escorpiões. Estes produtos, além de não possuírem, até o momento, eficácia comprovada para o controle do animal, podem fazer com que eles deixem seus esconderijos, aumentando a chance de acidentes”, informa a Dive.

Fonte: Visor Notícias

Geral

Itapema: Ruas do bairro Meia Praia recebem pavimentação asfáltica

As ruas 298, 300 e 304 já foram contempladas e a rua 266 está em fase de preparação do solo

Geral

SC Mais Moradia: Governo lança programa para combater déficit habitacional

Serão construídas casas para pessoas que vivem em situação de pobreza extrema

Geral

Morador fica coberto de fezes e urina que foram despejadas por avião comercial

Morador cuidava do jardim quando avião despejou as fezes na área

Geral

WhatsApp deixará de funcionar em milhares de aparelhos a partir de novembro

A mudança foi anunciada com antecedência para que os usuários busquem uma adaptação. Celulares de marcas como Apple, Samsung, Sony e LG, entre outras, devem ser afetados

Geral

Águas de Bombinhas recebe a Licença Ambiental para universalização do esgotamento sanitário

Deputada Ana Paula e prefeito Paulinho não mediram esforços para a liberação das licenças

Mais notícias

Cidades

Pesquisa avalia hipótese de que sombra de prédios em BC traz mais conforto do que desconforto

O objetivo é apurar o modo como as pessoas reagem às condições microclimáticas

Brasil

Polícia prende Galã da Internet que aplicou golpe de R$ 320 mil em mulheres idosas

Ele entrava em contato pelas redes sociais, iniciava um romance e depois fugia com o dinheiro das vitimas