keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

IMA não identifica substancia tóxica ao ser humano na Lagoa da Conceição

O Instituto do Meio Ambiente do Estado de Santa Catarina (IMA) informa que realizou nesta terça-feira (09) coleta de amostras de microalgas e de balneabilidade na Lagoa da Conceição (Av. das Rendeiras até o Rio […]

X
Divulgação

O Instituto do Meio Ambiente do Estado de Santa Catarina (IMA) informa que realizou nesta terça-feira (09) coleta de amostras de microalgas e de balneabilidade na Lagoa da Conceição (Av. das Rendeiras até o Rio Vermelho). Para tranquilizar a população, especialmente os moradores da região, o IMA comunica que, preliminarmente, não foi identificada microalga que seja tóxica ao ser humano e a concentração de oxigênio na água apresentou melhoria.

As amostras de microalgas coletadas nesta terça foram observadas qualitativamente em microscópio óptico invertido junto ao Laboratório de Algas Nocivas e Ficotoxinas (LAQUA), Campus Itajaí, do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC). Com isso, a equipe técnica do IMA concluiu de forma preliminar que, nessa data, as microalgas que predominam nas amostras não são reportadas como nocivas aos seres humanos em nível global – uma das espécies dominantes já foi associada à produção de compostos nocivos para peixes, mas nunca relacionada ao envenenamento de humanos.

Foram avaliados ainda diversos parâmetros físico-químicos da água, em mais de 10 pontos, tanto na superfície como no fundo da lagoa, e a situação de ausência de oxigênio (anoxia), relatada nas últimas semanas, não estava mais presente. Os níveis de oxigênio dissolvido ainda são baixos, e ações de curto, médio e longo prazo precisarão ser adotadas. De toda forma, esta é uma ótima notícia para a fauna da Lagoa da Conceição que agora pode respirar.

O IMA solicita que a população evite banho e atividades na água até a conclusão de todas as análises. Ações para a melhoria da qualidade da água na Lagoa também serão indicadas pelo Instituto.

O IMA realizou também novas coletas no Parque Estadual do Rio Vermelho para verificar a qualidade das águas presentes nos canais e valas de drenagem. Os dados obtidos das vistorias desta semana juntamente com todas as informações existentes até agora serão utilizados na elaboração de um documento técnico detalhado sobre a Lagoa e os eventos recentes.

O laudo completo sobre a situação da Lagoa e dos canais de drenagem analisados será divulgado nos próximos dias, buscando integrar com as informações levantadas também por outras instituições, tais como Agência de Regulação de Serviços Públicos de Santa Catarina (ARESC), Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina (IGP/SC), Fundação Municipal de Meio Ambiente de Florianópolis (FLORAM) e Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Fonte: Visor Notícias

Geral

Mulher encontra cobra venenosa dentro de saco de alface

Produto foi comprado em uma rede de supermercado

Geral

Setor de serviços em Santa Catarina tem alta de 9,9% em fevereiro

O volume de serviços em SC no acumulado de janeiro e fevereiro teve crescimento de 7,5%, o maior entre as 27 Unidades da Federação.

Geral

Caixa sorteia R$ 30 milhões da Dupla-Sena da Páscoa neste sábado

Com apenas uma aposta da Dupla-Sena, o apostador concorre a dois sorteios no mesmo concurso. Ganha quem acertar 3, 4, 5 ou 6 números, tanto no primeiro quanto no segundo sorteio.

Geral

Leão-marinho resgatado em SC tinha bala de arma de fogo alojada na cabeça

Ainda na quarta-feira, o pinípede foi hidratado e medicado. Mesmo com todos os esforços da equipe, o leão-marinho morreu no início da manhã desta quinta.

Geral

Ministério Público dá prazo para empresas potencialmente poluidoras apresentarem licenças ambientais em Porto Belo

A multa diária de R$ 5 mil deverá ser aplicada caso deem continuidade às atividades poluidoras sem as devidas licenças após o prazo concedido para regularização

Mais notícias

Geral

Mulher encontra cobra venenosa dentro de saco de alface

Produto foi comprado em uma rede de supermercado

Segurança

Identificado motorista que foi morto a tiros durante perseguição em Porto Belo

Carlos Cezar Favero da Silva, conduzia um Renault/Sandero que foi alvejado com mais de 15 tiros