keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Homem amarra e tortura a companheira em Penha

A vítima estava muito ferida quando foi localizada

X
Divulgação

Neste domingo (24), soldados do Corpo de Bombeiros Militar e Voluntários de Penha atenderam uma tentativa de homicídio na cidade.

Segundo informações, uma mulher foi encontrada no local. Ela foi agredida pelo companheiro, amarrada e torturada. A vítima estava muito ferida quando foi localizada.

Os bombeiros solicitaram apoio da Polícia Militar de Penha; a vítima não quis ser conduzida ao Pronto Atendimento de Penha, ficando assim sob a responsabilidade da Polícia Militar.

Fonte: Visor Notícias

Segurança

Homem foi morto com facada no pescoço no bairro Morretes por causa de dívida

Crime ocorreu na rua 418 na noite de terça-feira (4); Polícia Civil está investigando caso

Segurança

Adolescente de 15 anos desaparece depois de sair com a irmã mais velha

Fernanda Rocha Souza estava em uma praça, em São José, com a irmã, quando avisou que iria ao banheiro e não retornou; polícia suspeita de fuga

Segurança

Trio é preso por tráfico de drogas e aliciamento de menores em Porto Belo

Durante as diligências restou apurado que os três presos estavam associados para a venda da droga e aliciaram pelo menos oito adolescentes para trabalharem como soldados do tráfico

Segurança

Catarinense perde R$1.500 no golpe do aluguel

A vítima contou á polícia que recebeu uma mensagem por aplicativo solicitando que ele depositasse o valor do aluguel da casa onde mora

Mais notícias

Geral

Desenvolvimento Social entrega seis câmaras frias para agricultura familiar no Oeste

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social entregou seis câmaras frias para a agricultura familiar para Chapecó, Pinhalzinho, Bom Retiro, Lages, Canelinha e Xanxerê – uma para cada município. Os equipamentos são para modernizar as […]

Geral

Brasil é o país com maior número de vítimas de roubo de dados na internet

O percentual de usuários brasileiros que tentou abrir pelo menos uma vez links enviados para roubar dados representa 19,9%