keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Governo e entidades debatem melhorias no sistema de prevenção a eventos climáticos em SC

O governador Carlos Moisés recebeu o presidente da Agência Espacial Brasileira (AEB), Carlos Moura, e representantes do Fórum Parlamentar Catarinense para debater o uso da tecnologia nacional para melhoria da prevenção a eventos climáticos extremo no estado. A reunião desta quarta-feira, 29, ocorreu por meio da interlocução do deputado federal Daniel Freitas, que também é presidente da Frente Parlamentar Mista em Apoio ao Programa Espacial Brasileiro.

Durante o encontro, foi abordada a necessidade de se avançar com o desenvolvimento da tecnologia espacial brasileira de modo a ajudar o trabalho de meteorologia e de prevenção a desastres naturais. Segundo o governador Carlos Moisés, a união de esforços de diversas entidades é fundamental para se avançar em medidas cada vez mais eficazes por parte da Defesa Civil.  “Essa junção de informações pode nos levar a consolidar um grande projeto. Estamos lançando uma semente de união. Com a expertise da nossa Defesa Civil, podemos replicar o modelo para outros lugares. É um momento muito importante”, destacou o governador.

O chefe da Defesa Civil estadual, João Batista Cordeiro Júnior, explica que Santa Catarina sempre deu muita importância ao monitoramento e aos alertas climáticos.  “Fomos o primeiro estado a adquirir uma antena para fazer a captação de imagens de satélite, de modo a fazer a previsão meteorológica. Hoje estivemos reunidos com uma série de atores dessa área de previsão. Conseguimos ver a importância do investimento em satélites, pois hoje o Brasil não tem autossuficiência, usamos satélites americanos. Também debatemos onde a Defesa Civil deve investir na parte de monitoramento para fazer alertas com bastante antecedência”, disse Cordeiro.

O presidente da AEB destacou que o encontro com o governador serviu para mostrar as oportunidades do investimento no setor espacial, além de verificar as demandas locais, como a ampliação do trabalho em Defesa Civil. “Viemos discutir com os especialistas de que maneira os serviços espaciais podem ajudar a entender melhor esses fenômenos e preveni-los. Tivemos a felicidade de ouvir diversos setores e temos a certeza de que podemos ajudar a compor o mosaico de soluções para que Santa Catarina esteja mais bem preparada”, afirmou Moura.

A partir desse primeiro encontro, ficou definida a criação de um grupo de trabalho para aprofundar os debates a respeito do tema.  O setor de meteorologia esteve representado na reunião por diversos profissionais, entre eles o presidente da Associação Catarinense de Meteorologia, Leandro Puchalski.

Geral

Hábitos saudáveis podem prevenir a obstrução arterial

Sedentarismo, diabetes e colesterol alto são alguns fatores que podem provocar o surgimento e o avanço da doença

Geral

SC ultrapassa a marca de mil propriedades certificadas livres de brucelose e tuberculose

O Programa tem parceria com os órgãos públicos, enquanto certificadores dos processos, profissionais habilitados e entidades privadas

Geral

Santa Catarina é destaque internacional em sanidade agropecuária

Estado ultrapassou a marca de mil propriedades certificadas livres de brucelose e tuberculose

Mais notícias