keyboard_backspace

Página Inicial

Cidades

Governador fecha roteiro pelo Norte de SC com quase R$ 120 milhões de investimentos e créditos anunciados

Recursos são nas áreas de saúde, educação especial, infraestrutura, saneamento, além de entrega de emendas parlamentares.

X

O governador Carlos Moisés fechou o roteiro pelo Norte e Planalto Norte catarinense com R$ 119,7 milhões de investimentos e créditos anunciados para obras e ações, transformando em entregas uma série de demandas aguardadas pela população. Os recursos são nas áreas de saúde, educação especial, infraestrutura, saneamento, além de entrega de emendas parlamentares. Do total, também estão incluídos R$ 45 milhões do BRDE que vão fomentar a economia da região.

“Nossa gestão é municipalista, olhando o cidadão, olhando as pessoas. Nenhum município ficará esquecido. Santa Catarina se destaca em tudo que faz e é nosso dever fortalecer essa marca, atendendo à população com serviços de qualidade. Melhoramos a gestão, fizemos economias, tudo para termos recursos para investir no que é necessário. Os resultados já estão aparecendo”, disse o governador Carlos Moisés.

Os anúncios de investimentos na região começaram na quinta-feira, 16, pela manhã, quando o Governo do Estado confirmou R$ 6,9 milhões para a aquisição do prédio onde funciona a Escola de Ensino Fundamental Sagrado Coração de Jesus, de Canoinhas. Com a ação, um anseio de 17 anos da comunidade local foi atendido.

Na ocasião, a Fesporte oficializou a entrega de materiais esportivos que vão beneficiar mais de 12,6 mil alunos de 23 escolas de Canoinhas, Bela Vista do Toldo, Irineópolis, Major Vieira, Porto União e Três Barras.


No primeiro compromisso da agenda, o governador anunciou recursos de R$ 27,2 milhões. A área de infraestrutura foi a mais beneficiada. O chefe do Executivo estadual autorizou a licitação para a recomposição funcional de cinco trechos de rodovias: a SC-135, entre Porto União e Matos Costa, a SC-418, do entroncamento da BR-101 até Campo Alegre, a SC-477, entre Canoinhas e Major Vieira, e dois trechos da SC-415, em São João do Itaperiú e em São Francisco do Sul. Nesta etapa, o Governo do Estado investirá R$ 11 milhões.

Outros R$ 5,3 milhões vão permitir a melhoria da interseção entre a SC-418 e a Avenida dos Imigrantes, em São Bento do Sul. Ainda para o município, foi autorizado o repasse de R$ 3 milhões para a pavimentação da Estrada das Neves. Outras vias que receberão melhorias são a Rua José Ruckl (R$ 1,8 milhão), a Rua Augusto Wunderwald (R$ 1 milhão) e a Rua Adolfo Becker (R$ 300 mil). Em Campo Alegre, será pavimentada a Rodovia Municipal RM-080, por meio de um repasse de R$ 1,5 milhão.

Para a ampliação da sede da Apae de São Bento do Sul, foi autorizado o repasse de R$ 1,5 milhão. Em parceria com a Samae foi assinado convênio para a construção de um sistema de esgotamento sanitário que vai atender a demanda da Penitenciária Industrial de São Bento do Sul. O investimento do Estado será de aproximadamente R$ 1 milhão, com contrapartida de R$ 232 mil da companhia.

Em todos os locais por onde passou, o governador recebeu palavras de agradecimento como as do prefeito de São Bento do Sul, Antonio Tomazini, que destacou ainda a boa relação com o Governo do Estado. “O que eu assisti hoje é algo que eu não imaginava ver para São Bento do Sul. É um grande volume de recursos. Nós solicitamos a pavimentação de algumas ruas e fomos prontamente atendidos”, conta. 

Rio Negrinho

Em Rio Negrinho, Carlos Moisés autorizou o repasse de R$ 8,6 milhões. Dos recursos, R$ 5 milhões serão aplicados na construção de um elevado sobre a via férrea na Rua Jorge Zipperer, outros R$ 2,5 milhões para a construção de uma creche, R$ 150 mil para a Apae local e R$ 950 mil em emendas parlamentares para ações diversas.

Joinville

Durante a agenda de trabalho na maior cidade do Estado, o governador anunciou mais R$ 32 milhões em investimentos, além da liberação de R$ 45 milhões em crédito para a ampliação de uma grande empresa do município. No ato, Carlos Moisés também fez a entrega de licença ambiental para novo empreendimento de R$ 50 milhões em Campo Alegre.

O aporte de recursos pelo Governo do Estado em Joinville permitirá, além de obras de infraestrutura importantes, ações que vão promover o turismo e o desenvolvimento econômico da cidade. A Educação Especial da região e a Associação de Corpo de Bombeiros Voluntários também receberam recursos que, juntos, somam mais de R$ 5 milhões.

Em Joinville, o governador determinou o início da construção do elevado no eixo industrial (rua Hans Dieter Schmidt e avenida Edgar Nelson Meister) sobre a rua Dona Francisca e ainda assumiu o compromisso de melhorar as condições da Serra Dona Francisca, tanto com ações imediatas para recuperar o pavimento quanto com projetos de médio e longo prazo para ampliar a capacidade. A construção é resultado de um investimento de mais de R$ 15,8 milhões, com prazo de conclusão de oito meses.

O prefeito de Joinville reconheceu os anúncios feitos pelo governador Carlos Moisés e a parceria da atual gestão com as prioridades do município, como algo inédito. “Estamos tendo, pela primeira vez na história, o respeito que a nossa cidade merece”, avalia Adriano Silva.

Emendas parlamentares

As cidades que compõem a Associação dos Municípios do Nordeste de Santa Catarina (Amunesc) ainda serão beneficiadas com mais de R$ 3,8 milhões em emendas parlamentares dos deputados Ada de Luca, Felipe Estêvão, Fernando Krelling, Ismael dos Santos, Jair Miotto, João Amin, Maurício Eskudlark e Paulinha. Os recursos serão destinados à ações voltadas à educação, saúde, infraestrutura, desenvolvimento social e esporte em Araquari, Balneário Barra do Sul, Campo Alegre, Garuva, Itapoá, Joinville e São Francisco do Sul.

Fonte: Visor Notícias

Cidades

Obras devem restringir o trânsito em via marginal da BR-101 em São José

Atividades, com duração de 15 dias, são executadas por empreendimentos locais e ocorrem para implantar faixa adicional em segmento de 500 metros

Cidades

Porto Belo inaugura nova praça de frente para o mar

Porto Belo agora conta com um novo espaço para integração da comunidade e visitação dos turistas. O Governo Municipal através da Fundação de Turismo realizou nesta sexta-feira (22) a entrega da nova Praça da Santa […]

Cidades

Abelhas furiosas matam agricultor e impedem bombeiros de sair de ambulância no interior de Santa Catarina

Senhor de 84 anos cuidava das abelhas no terreno de um vizinho. Os Bombeiros não foram informados sobre as abelhas e tiveram que se proteger na ambulância antes de partirem para o resgate

Cidades

ACITA inaugura nova sede no Espaço Cultural de Itapema

Nesta quarta feira (20/10) a Associação Empresarial de Itapema e Porto Belo – ACITA esteve reunida com seus Diretores, Coordenadores e Vice Coordenadores para a inauguração da nova sede, localizada no Espaço Cultural (antigo Mercado […]

Cidades

Pesquisa avalia hipótese de que sombra de prédios em BC traz mais conforto do que desconforto

O objetivo é apurar o modo como as pessoas reagem às condições microclimáticas

Mais notícias

Cidades

Obras devem restringir o trânsito em via marginal da BR-101 em São José

Atividades, com duração de 15 dias, são executadas por empreendimentos locais e ocorrem para implantar faixa adicional em segmento de 500 metros

Brasil

Escola de cães-guia pede ajuda a empresários para se manter durante a pandemia

Desde o início da pandemia a Escola de Cães-guia Helen Keller tempassado por sérias crises financeiras, mas esse ano, a situação seagravou muito. “Vivemos somente de doações e com a COVID, muitasempresas que contribuíam para manter a escola pararam de doar, e issotem agravado cada dia mais nossa situação, precisamos urgentemente deapoiadores e empresas que patrocinem a HKeller”, fala Renato de Paula,que recentemente tomou posse como novo diretor de marketing da HKeller. De acordo com a administração a HKeller tem um custo mensal fixo deaproximadamente R$ 45.000,00, sendo ele a folha de pagamento dosfuncionários, despesas com veterinários, remédios e exames, e demaiscustos como água, luz, combustível etc. Para sanar os problemas financeiros a escola pede o apoio de empresas epessoas físicas que queiram colaborar mensalmente. “Vale lembrar queas doações das empresas de lucro real, podem ser deduzidas do impostode renda. Mas o importante é colaborar, afinal, quanto vale a visão, aautonomia e a inclusão?”, ressalta Renato. A Escola de Cães Guias Helen Keller é a única da América Latinamembro da Federação Internacional de Cães Guias, garantindo que oscães HKELLER sejam graduados por meio de técnicas, que observam acomunhão do bem-estar dos cães, com os da equipe e clientes. A HKeller e o Cão Guia no Brasil A Escola de Cães Guias Helen Keller possui um programa genético quejá está na sua quarta geração de cães, com assertividade de 90%.Este resultado elegeu a instituição para desenvolver tecnicamente oProjeto Cão Guia, do Governo Federal, entregando ao longo de 03 anosde seu trabalho, dentro deste projeto, 16 duplas (pessoa cega/cãoguia). O investimento para um cão HKELLER O investimento na formação de um cão HKELLER atinge cifras que giramem torno de 80 mil reais, durante o período de 2 anos, desde areprodução até a formação da dupla cão/cliente. Mas não se tratade custo e sim de qualidade de vida, autoconfiança e autonomia dapessoa cega, afinal, é impossível medir o valor da visão para o serhumano e os depoimentos deles asseguram que tiveram suas vidasimpactadas positivamente, com a companhia dos cães guias que receberamda escola. Atualmente são mais de 2 mil inscritos para receberem um cão-guiagratuitamente.  Para manter seu funcionamento e ampliar a formação deinstrutores e de cães para guiar as pessoas cegas, a Helen Kellerdepende do apoio da população. A Escola de Cães Guias Helen Keller conta apenas com o apoio dasociedade civil e da iniciativa privada para prover os recursosnecessários, tais como manutenção de sua estrutura física, pagamentode seus colaboradores, prestação dos serviços de acompanhamento,tanto dos cegos como de nossos voluntários socializadores; e tãoimportante quanto, a manutenção do bem-estar dos cães. O planejamento da escola é formar 24 cães HKeller por ano, procurandoassim, atender e ampliar a entrega de cães às pessoas cegas ou baixavisão de forma gratuita. E ainda elaborar e implementar o planopedagógico contextualizado para formação de técnicos treinadores decães-guias; escola de uso de bengala articulada e escola de braile; ea construção do Centro Veterinário HKeller com ampliação daestrutura física e sustentabilidade financeira. Helen Keller cresce mesmo com a crise e pandemia Mesmo com a pandemia que está assolando a todos, e com a redução dosapoios financeiros recorrentes, a Escola Helen Keller cresceu no últimoano, aumentou a entrega de cães, a equipe técnica e pretende expandirainda mais sua atuação. “A HKeller cresceu, esse ano iremos entregar12 cães-guias, antigamente eram 4. Aumentamos nosso número deprofissionais, hoje temos 3 treinadores e mais 5 no suporte técnico eadministrativo. E nossos planos são de continuar crescendo e entregandocada vez mais autonomia a pessoa cega ou com baixa visão. A pandemianos prejudicou bastante, somos uma entidade que vive de doações e elascaíram muito, por isso precisamos da ajuda e colaboração de toda asociedade. Vale ressaltar que o cego recebe o cão-guia de formagratuita”, esclarece o diretor de marketing. No Brasil, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística(IBGE), em 2010, existem mais de 6,5 milhões de pessoas com cegos oubaixa visão Segundo o IBGE, em 2010, existem 14.727 pessoas cegas totais e 174.550pessoas com baixa visão, no estado de Santa Catarina. A Microrregião da Foz do Rio Itajaí́, que segundo dados daAssociação de Deficientes Visuais de Itajaí́ e Região – ADVIR, emseus registros de 2017, existem 613, pessoas cegas ou com baixa visão.Vale ressaltar que, esses dados referem-se apenas às pessoascadastradas na ADVIR, o que não significa a realidade do número depessoas cegas ou baixa visão, uma vez que nem todas as pessoas com estasituação estão inscritas nesta Associação. Saiba mais pelo Instagram da escola @caoguia.org.br e pelo sitewww.caoguia.org.br. Para quem quiser doar para a escola, atualmente são 4 canaisdisponíveis: QR Code, E-mail: ajude@caoguia.org.br e celular 47 997120986, que é o pix da escola.