keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Gestão do Meio Ambiente de BC é a número 1 de SC

Anteriormente a este Índice, Balneário Camboriú já teve sua gestão de Meio Ambiente reconhecida

A gestão de Meio Ambiente de Balneário Camboriú ficou em primeiro lugar entre os 295 municípios catarinenses avaliados pelo Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina no Índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEGM), relativo ao exercício de 2021/2020.

“Receber esta notícia na Semana do Meio Ambiente é para nós, da equipe da SEMAM, e para toda equipe da Prefeitura de BC, um reconhecimento do muito que temos feito neste governo em relação ao meio ambiente”, pontua a secretária da área, Maria Heloísa Furtado Lenzi.

“A Secretaria de Meio Ambiente de Balneário Camboriú junto com as outras Secretarias e órgãos, tem o grande desafio de manter o equilíbrio entre a urbanização e a preservação ambiental, buscando soluções inovadoras para garantir o desenvolvimento social, econômico e a proteção ambiental, que são os pilares da sustentabilidade”, completa Maria Heloísa.

Anteriormente a este Índice, Balneário Camboriú já teve sua gestão de Meio Ambiente reconhecida através das avaliações de instituições como Connect Smart Cities, em que a cidade ficou em primeiro lugar no Brasil em 2021 no eixo Meio Ambiente, além de ser a primeira cidade no Brasil a receber o Selo Município Lixo Fora d’Água, da Abrelpe e ISWA.

“Se formos verificar o histórico da evolução da gestão de Meio Ambiente de BC neste índice do Tribunal de Contas do Estado (TCE/SC), até 2016 não estávamos nem entre os 100 primeiros municípios mais bem avaliados, então este salto para o primeiro lugar em 2019 e 2020 mostra a dedicação da Administração Municipal neste importante eixo”, contempla Maria Heloísa Lenzi.

Para a secretária, os projetos e obras de saneamento executados pela Empresa Municipal de Água e Saneamento (Emasa) – que tornam Balneário Camboriú a cidade mais saneada do Estado e entre 116 cidades brasileiras rumo a universalização do saneamento – os diversos programas, proteção animal, gestão de resíduos sólidos, gestão de praias e gestão de unidades de conservação são o diferencial que transforma a cidade mais adensada de Santa Catarina em cidade amiga do Meio Ambiente, onde a preservação ambiental e o desenvolvimento econômico fizeram as pazes e crescem juntos.

O Índice Municipal do Meio Ambiente do TCE/SC mede, através de 22 questões + 11 subquestões, o resultado das ações relacionadas ao meio ambiente que impactam a qualidade dos serviços e a vida das pessoas. Este índice contém informações sobre resíduos sólidos, educação ambiental, estrutura ambiental e conselho ambiental.

Fonte: Visor Notícias

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Geral

Programa selecionará 100 startups de Santa Catarina para aceleração

BRDE e ACATE lançam Programa BRDE Labs em Santa Catarina

Geral

BR-101 em Itajaí será bloqueada nesta quarta (29) para obras

A PRF recomenda redução de velocidade e atenção redobrada para todos que trafegarem pela região

Geral

Estudo de Viabilidade recomenda construção do Ramal da Ferroeste em Santa Catarina

Pesquisa mostra potencial de importação dos insumos para o Oeste Catarinense com redução de custos

Geral

Pais pedem demissão de professora: ‘Seu corpo distrai os alunos’

O perfil na internet da educadora também tem causado polemica devido a fotos ousadas

Geral

De novo! Catarinense ganha R$8 milhões na Dupla Sena

Outros 19 moradores de Blumenau acertaram a quadra na Mega-Sena

Mais notícias

Segurança

Trio é preso com mais de 20 carteiras de cigarros contrabandeados

O inquérito policial deve ser concluído e encaminhado ao Ministério Público nos próximos dias. Os presos se encontram à disposição da Justiça

Economia

Itapema é a 7ª cidade que mais gerou empregos em SC até maio

Segundo o governador Carlos Moisés, o resultado confirma o momento de crescimento econômico acelerado vivenciado pelo estado com a melhora do cenário epidemiológico no enfrentamento da pandemia de Covid-19