keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Frio intenso e geadas de julho causaram danos pontuais em hortaliças e frutas em SC

Em setembro, quando a primavera começa a se caracterizar, a previsão de tempo torna-se mais difícil, por ser uma estação de transição, quando a atmosfera vai se ajustando para a mudança entre o inverno e o verão

X
Foto: André Sezerino / Epagri

O frio intenso com geada ampla que atingiu Santa Catarina em julho causou perdas pontuais, principalmente nos cultivos de hortaliças e frutas, com danos entre 5% e 8% na produção do Estado, informa a Gerência Estadual de Extensão da Epagri. As espécies afetadas são as mais sensíveis ao frio, como tomate, pimentão e mudas novas de brócolis, repolho, mandioquinha salsa, couve-flor e alface. Entre as frutíferas, os mais atingidos foram os bananais, por queima de folhas, e pessegueiros em floração.

Hortaliças cultivadas em abrigo na Serra catarinense também foram afetadas pelo frio intenso, visto que os abrigos, na grande maioria dos casos, não dispõem de aquecimento. “As perdas aconteceram justamente nas espécies sensíveis ao frio, cuja indicação de cultivo apresenta períodos específicos para evitar estes riscos, mesmo em ambiente abrigado”, explica Darlan Rodrigo Marchesi, gerente estadual de extensão.

Também foram atingidas lavouras de milho verde ou doce cultivadas na região da Grande Florianópolis. Contudo, Darlan explica que elas também estão fora do zoneamento climático, ou seja, foram plantadas fora do período recomendado. “É fundamental respeitar o período de cultivo indicado no zoneamento de análise de risco climático do Ministério da Agricultura e Abastecimento, que também considera o risco de baixas temperaturas na semeadura ou plantio das espécies”, explica o gerente.

Aumento do risco

Darlan explica que o risco aumenta significativamente a partir do final de agosto, se estendendo para setembro. Ondas de frio intenso e geadas nesta época podem atingir cultivos de cereais de inverno (trigo, centeio, cevada, aveia) que estão no período de floração e enchimento de grãos. “Também há áreas recém-emergidas de milho que são muito sensíveis, bem como cultivos jovens de hortaliças como tomate, brássicas, pimentão, feijão de vagem”, relata o gerente da Epagri.

No caso das frutas, os danos seriam maiores em pêssego e ameixas, que estão em floração e início de frutificação, bem como em videiras, que estão na fase de brotação. Já no cultivo de maracujá, as mudas estão a campo, transplantadas, e são sensíveis a ventos frios e geadas.

Agosto sem frio

Darlan recomenda que os agricultores permaneçam atentos à previsão da Epagri/Ciram, que permanece monitorando o tempo e emitirá avisos no caso de novas ondas de frio. “Tudo indica que agosto vai terminar sem frio intenso em Santa Catarina”, informa Gilsânia Cruz, meteorologista da Epagri/Ciram.

A meteorologista Maria Laura Rodrigues completa que em setembro, quando a primavera começa a se caracterizar, a previsão de tempo torna-se mais difícil, por ser uma estação de transição, quando a atmosfera vai se ajustando para a mudança entre o inverno e o verão. A partir daí, torna-se ainda mais importante o acompanhamento constante dos boletins de previsão de tempo.

Fonte: Visor Notícias

Geral

Governo de SC apoia municípios atingidos por fortes tempestades

O Governo do Estado estruturou a Defesa Civil Estadual (DCSC) no desenvolvimento de um sistema de monitoramento eficiente

Geral

PGE/SC pede à Justiça liberação imediata de dinheiro bloqueado no caso dos respiradores

O procurador-geral do Estado, Alisson de Bom de Souza, afirma que a obtenção de autorização judicial para o emprego dos recursos na área da saúde é um passo importante

Geral

Três irmãos se negam a tomar vacina em Santa Catarina e morrem com oito dias de diferença

As vítimas são duas mulheres com 53 e 51 anos e um homem de 48 anos. Todos eram agricultores e chegaram a ser procurados em casa por agentes de saúde.

Geral

Milionário catarinense ganha tilápia, queijo e ovos na rifa da Fazendinha

Brandão pediu para que a escola não divulgasse quantos números da rifa ele comprou

Geral

SC distribui 378 mil doses contra a Covid-19 nesta quarta-feira (22)

A distribuição das doses para serem usadas como D1, D2 e dose de reforço começa às 8h

Mais notícias

Coronavírus

Máscaras irregulares vendidas ao governo de SC serão devolvidas à empresa na próxima segunda-feira

Nesta sexta, os servidores da pasta farão a contabilidade dos itens devolvidos no almoxarifado da Secretaria, em Florianópolis

Mercado Imobiliário

Vídeo: Sinergia entre setor imobiliário e turismo garante desenvolvimento para o litoral catarinense

Ligação entre esses dois importantes setores da economia é o destaque desta semana do Mercado Imobiliário SC, do Visor Notícias