keyboard_backspace

Página Inicial

Brasil

Faturamento da indústria supera período pré-pandemia, diz CNI

mpregos na indústria cresceram 1,9% em agosto

X

O faturamento real da indústria da transformação ultrapassou o patamar pré-pandemia do início do ano, e a atividade industrial se manteve em crescimento em agosto. As informações são da pesquisa Indicadores Industriais, divulgada hoje (6) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Segundo o levantamento, o faturamento aumentou 2,3% na comparação com julho e 37,8% em relação a abril, mês auge da crise no setor provocada pela pandemia de covid-19. Ainda assim, segundo a entidade, devido à forte queda de março e abril, no acumulado do ano, o valor se encontra 3,9% abaixo do registrado no mesmo período de 2019.

Agosto foi o primeiro mês de crescimento do emprego industrial em 2020, com alta de 1,9%. Segundo a CNI, com esse desempenho, o nível de emprego já se encontra próximo ao patamar pré-crise. As horas trabalhadas aumentaram 2,9% entre julho e agosto e acumulam um crescimento de 25,1% em relação a abril. Nesse caso, ainda não retornou ao patamar pré-crise.

Recuperação

A avaliação da entidade é que os números reforçam a percepção de recuperação em V da atividade industrial, que veio acompanhada pelo crescimento do emprego, o que sugere maior confiança do empresário. Recuperação em V é um termo usado por economistas para relatar uma retomada intensa depois de uma queda vertiginosa na atividade econômica.

A Utilização da Capacidade Instalada (UCI) de agosto alcançou 78,1% e se encontra 0,8 ponto percentual abaixo do percentual de fevereiro deste ano. Além disso, a massa salarial registrou aumento de 4,5% em agosto, na comparação com julho. Para a CNI, o crescimento mais que compensou a queda do mês anterior, mas o indicador ainda está distante do patamar pré-pandemia e algumas empresas ainda estão adotando suspensão de contrato ou redução de jornada de trabalho.

De acordo com a pesquisa, acompanhando o movimento da massa salarial, o rendimento médio real pago aos trabalhadores cresceu 2,8% em agosto na comparação com julho, após ajuste sazonal. Nesse caso, o rendimento médio também é afetado pelos acordos de redução de jornada ou suspensão de contrato, e se encontra distante da realidade pré-pandemia. Na comparação com agosto de 2019, a queda é de 2,2%.

Fonte: Agência Brasil

Brasil

Homem vendia ossos humanos para rituais religiosos

O suspeito foi detido quando estava com um crânio e dois ossos que seriam entregues a um possível comprador

Brasil

De anel de jacaré a prédio comercial: os bens inusitados dos candidatos a prefeito e vereador

Mais de 340 mil candidatos declararam bens que superam R$ 1 milhão

Brasil

Apresentadora Palmirinha Onofre é internada em SP e preocupa fãs

Ela deu entrada no hospital na quinta-feira (22)

Brasil

Estudos apontam inviabilidade da concessão de diversas rodovias federais em SC

Apresentação realizada pelo secretário Nacional de Transportes Terrestres do Ministério da Infraestrutura, Marcello da Costa Vieira, em oficina on-line da Federação nesta terça, preocupa a indústria catarinense, pois a falta de investimentos pode comprometer a eficiência e integridade da infraestrutura de transportes do estado; oficinas prosseguem até quinta (29)

Brasil

Radares escondidos ficam proibidos a partir do feriadão de Finados

Nova resolução do Contran entra em vigor no próximo dia primeiro

Mais notícias