keyboard_backspace

Página Inicial

Mundo

Estudo diz que “Geleira do Apocalipse” pode derreter mais rápido e aumentar 1 metro nível do mar

A “Geleira do Apocalipse” da Antártida – foi apelidada assimporque seu colapso pode levar a um aumento catastrófico do nível do mar – está derretendo rapidamente de maneiras inesperadas, de acordo com uma nova pesquisa

geleira Visor Notícias
Foto: Divulgação/ Wikicommons

Uma recente pesquisa realizada por especialistas de universidades dos Estados Unidos e Canadá, com apoio da Agência Espacial Norte-Americana (Nasa), trouxe novas preocupações sobre a geleira Thwaites, na Antártica, apelidada de “geleira do Juízo Final” ou “geleira do apocalipse”. O estudo, publicado no jornal científico “Proceedings of the National Academy of Sciences”, destaca que a geleira está sob um risco maior de derretimento do que previamente estimado.

As imagens de satélite usadas pelos pesquisadores revelaram que a Thwaites está sendo movimentada pelas marés mais intensas, que conseguem levantar a geleira e permitir a infiltração de água quente do oceano em sua base, por até 6 km de distância. Esse contato com a água mais quente torna a geleira mais vulnerável ao derretimento, um fenômeno que pode elevar o nível do mar em até um metro se a Thwaites colapsar completamente.

Christine Dow, coautora do estudo e professora da Faculdade de Meio Ambiente da Universidade de Waterloo, explica que o derretimento da Thwaites não só é preocupante por si só, mas também porque pode influenciar todo o sistema da camada de gelo antártica, elevando significativamente o nível dos oceanos. Ainda não está claro com que rapidez esse processo pode acontecer, mas os cientistas alertam para a necessidade de monitoramento contínuo.

O contexto global de aquecimento é alarmante. Em 2023, a extensão de gelo marinho na Antártica alcançou o menor nível já registrado, resultando em um aumento acelerado do nível do mar. Segundo a Organização Meteorológica Mundial (WMO), a elevação do nível do mar nas últimas décadas tem sido duas vezes mais rápida em comparação com a primeira década de medições (1993-2002).

As consequências desse derretimento são devastadoras para comunidades em todo o mundo. Projeções indicam que um quinto de Bangladesh pode ficar submerso, enquanto ilhas no Pacífico enfrentam o risco de desaparecer. Grandes cidades costeiras, incluindo Miami e Nova York, também estão vulneráveis a inundações.

No Brasil, a situação não é menos grave. Uma análise da Nasa aponta que 293 cidades portuárias globais, incluindo Rio de Janeiro, Recife e Belém, serão afetadas pelo derretimento das massas de gelo ao longo do processo. Este estudo ressalta a urgência de ações climáticas para mitigar os impactos futuros e proteger as regiões mais vulneráveis.

Quer receber as notícias em tempo real?

Clique aqui para entrar no nosso grupo do WhatsApp e fique sempre bem informado.

⚠ ATENÇÃO: Caso não esteja conseguindo clicar no link das notícias, basta adicionar um administrador do grupo em sua lista de contatos.

Fonte: Visor Notícias

Sobre o autor:
Brunela
Brunela Maria
Brunela Maria é jornalista desde 2011 e formada pelo Centro Universitário IESB, em Brasília. Trabalhou no Notícias do Dia, em Florianópolis e na Record TV Brasília. Atua como repórter no portal Visor Notícias e também na WebTV desde 2019.

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Mundo

Desaceleração do núcleo da terra pode impactar a duração do dia

As implicações desta desaceleração vão além de uma simples mudança no relógio, entenda:

Mundo

Companhia aérea inaugura primeiro voo para pets; “Nenhum cachorro deveria voar em um caixote”

Entre lanches e bebidas, estarão petiscos de carne e nozes, bem como uma bebida que a empresa está chamando de "champanhe para cães"

Mundo

Doze pessoas ficam feridas durante turbulência em voo do Catar para a Irlanda

Aeroporto de Dublin informou neste domingo (26) que o avião pousou com segurança e conforme o programado

Mundo

Com ordem do presidente Vladimir Putin, Rússia diz ter iniciado exercícios com armas nucleares

Ministério reforçou que a realização dos exercícios visa garantir "incondicionalmente a integridade territorial e a soberania do Estado russo"

Mundo

Estudo diz que Oceano Atlântico vai desaparecer e formar um “supercontinente”

Formado há 150 milhões de anos pela separação dos continentes África e Europa, o Atlântico está destinado a fechar novamente

Mais notícias

Segurança

Homem é preso por ameaçar juízes e promotores em SC

Ação foi coordenada pela Divisão de Investigação Criminal de Balneário Camboriú

Educação

Reunião pública discute a volta das Escolas Cívico-Militares em Itapema

Projeto de lei do Executivo tramita no Legislativo e deve ser votado nas próximas sessões