keyboard_backspace

Página Inicial

Cidades

Estudantes de SC vão participar da Olimpíada Internacional de Robótica na Tailândia

O projeto iniciou em 2020 no curso de Técnico em Mecatrônica, no Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC)

Estudantes catarinenses embarcam, nesta quarta-feira, 6, para a Tailândia com uma grande responsabilidade na bagagem. Kamylo Serafim Porto, Kauan Biring Fontanela e Lucas Adriano dos Anjos, junto ao professor Paulo Sérgio Gai Montedo, formam a equipe Robotron-SC, que irá representar Santa Catarina e o Brasil nas Olimpíadas de Robótica entre os dias 11 e 17 de julho.

O projeto iniciou em 2020 no curso de Técnico em Mecatrônica, no Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), campus de Criciúma. De lá até aqui foram competições regionais, estaduais e nacionais.

“A nossa expectativa para a competição na Tailândia é a mais alta possível. Vamos apresentar o resultado de três anos de trabalho. Estamos com a sensação de dever cumprido e agora temos mais esse desafio para cumprir e que é o nosso ponto alto. Estamos com o coração bem acelarado”, resume Lucas.

O professor Paulo Sérgio descreve a confiança em todos os seus, agora, ex-alunos. “É uma equipe que vem se esforçando todos os dias, conciliando estudo e trabalho. Vamos representar o nosso estado da melhor forma possível, mostrar que é possível entrar no mundo da robótica e competir de maneira digna. Vamos fazer o nosso melhor”, descreve.

Assim como o professor, os pais são testemunhas do esforço dos três jovens. “São todos muito dedicados, focados no que fazem, determinados. As famílias e toda região estão na torcida”, ratifica a mãe de Kamylo, Kátia Serafim. Os competidores são das cidades de Sangão e Jaguaruna, no Sul do estado.

No ano passado, eles alcançaram o primeiro lugar na Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR), na modalidade RescueLine, o que possibilitou representar o país na competição internacional. Nesta modalidade, eles competem com um robô autônomo sob um percurso formado por obstáculos. O robô desenvolvido pelos catarinenses tem uma missão nobre: ao fim do traçado ele precisa cumprir sua tarefa de resgate de pessoas em situação de risco.

“O processo de criação do robô foi bem puxado, tivemos pouco tempo desde a confirmação do evento e a viagem, passamos a última noite antes da viagem trabalhando até 4h da manhã, vamos trabalhando no voo, é um processo bastante laborial, precisamos testar, refazer, aprender com pesquisas, com nossos próprios erros e sempre aprimorar”, descreve Kauan.

Além dos apoios regionais, a equipe submeteu proposta para a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), pelo edital de Chamada Pública – Programa de Apoio à Participação em Olimpíadas Científicas, Feiras de Ciência, Tecnologia e Inovação e Competições de CTI.

Na manhã desta quarta-feira, a equipe, acompanhada por familiares, foi recepcionada pelo governador Carlos Moisés da Silva, a primeira-dama Késia Martins da Silva e pelo presidente da Fapesc, Fábio Zabot Holthausen. “Queremos desejar boa sorte e também agradecer o empenho de todos vocês, alunos, pais, professores. São talentos que logo estarão revertendo seus trabalhos em produtos e serviços de interesse da sociedade catarinense”, destacou o governador Carlos Moisés ao desejar uma boa viagem a todos.

Para o presidente da Fapesc, incentivar a participação de estudantes e professores nesse tipo de competição é gerar conhecimento, inovação e novas tecnologias. “Quando a gente incentiva a participação neste tipo de competição, estamos incentivando o desenvolvimento do conhecimento. Uma competição desse tipo permite que se leve o resultado de um trabalho que será testado e colocado à prova”, finaliza.

Sobre o edital de chamada pública

A Fapesc tem uma chamada pública voltada para a Rede de Ensino Catarinense. O objetivo é apoiar a participação de estudantes e professores em olimpíadas científicas, feiras de ciência, tecnologia e inovação e competições similares.

O edital recebe inscrições em fluxo contínuo para participação em eventos programados para ocorrer entre 1 de julho de 2022 a 31 de dezembro de 2023. As submissões das propostas precisam ser feitas na Plataforma da Fapesc até 30 de setembro de 2023.

O objetivo é fomentar a prática de pesquisas de cunho interdisciplinar e de empreendedorismo, pelo apoio a participação de estudantes e professores em Feiras de CTI (competições, olimpíadas, dentre outros similares) nacionais e/ou internacionais. É preciso que as equipes sejam pré-selecionadas e/ou aprovadas em etapas e/ou chamadas específicas.

Fonte: Visor Notícias

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Cidades

Itapema abre cadastro para participação em feiras e eventos

O edital está disponível no site da Prefeitura de Itapema (www.itapema.sc.gov.br/politicasculturais)

Cidades

Falta de energia causa desabastecimento de água em Navegantes

O abastecimento deve voltar ao normal somente após o reestabelecimento da energia elétrica, feito pela CELESC

Cidades

Itajaí terá ambulatório para pré-triagem de pacientes com autismo

Atendimentos iniciam na segunda-feira (15) no Centro Terapêutico Especializado em Autismo (CTEA)

Cidades

Força-tarefa de Itapema atuou durante toda a madrugada para diminuir estragos do ciclone

Foram registrados em média 150mm de chuva nas últimas 24h e cerca de 26 mil unidades ficaram sem energia elétrica

Cidades

Ciclone: Itapema suspende aulas, atendimento em Posto de Saúde, Mirante e Sine

Até o momento algumas ruas registram alagamentos, queda de barreiras e árvores

Mais notícias

Segurança

Criança autista de 3 anos morre após amamentação em Penha

Segundo informações, a mãe da criança amamentou a pequena e em seguida colocou ela para dormir no quarto

Segurança

Criminosos furtam a placenta de catarinense acreditando ser carne

A vítima contou que guardou o órgão há 3 anos, quando teve sua filha, esperando mostrar para ela no futuro