keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Esposa de personal flagrada com ex-morador de rua recebe alta hospitalar

Mulher, que estava internada desde o dia 14 de março, deve concluir o tratamento em casa

A esposa, 33 anos, do personal trainer Eduardo Alves, 31 anos, que foi flagrada pelo marido fazendo sexo com o ex-morador de rua Givaldo Alves, 48 anos, recebeu alta hospitalar do HUB (Hospital Universitário de Brasília). A informação foi divulgada pela Record TV de Brasília nesta terça-feira (19), mas a alta teria ocorrido ainda no dia 6 de abril.

A mulher, que estava internada desde o dia 14 de março, deve concluir o tratamento em casa e terá consultas periódicas com psicólogos e psiquiatras. Ela também segue fazendo acompanhamento para pacientes vítimas de violência sexual no ambulatório da rede pública.

As informações foram repassadas pela advogada do casal, Auricélia Vieira, à Record TV.  Conforme ela, a mulher está em adaptação aos medicamentos. Sente os efeitos colaterais, mas responde bem ao tratamento. Ela está sob os cuidados do marido e de sua família.

“O casal ainda não voltou à vida normal. Isso ainda não é possível por causa da repercussão do caso. O Eduardo está desempregado, sem contratos, somente com o Instagram ativado para conseguir vender atendimento online. Mas não tem conseguido.”

Laudo

O laudo da paciente foi disponibilizado à Record TV. O relatório aponta para a “hipótese diagnóstica de transtorno afetivo bipolar em fase maníaca psicótica”. Conforme o relatório, a mulher foi levada ao pronto atendimento do Hospital Regional de Planaltina no dia 10 de março “devido às alterações de comportamento descritas e por ter se envolvido em relação sexual com pessoa em situação de rua motivada pelo quadro delirante”.

O documento foi assinado por um psiquiatra da UnB (Universidade de Brasília) no dia 15 de março, seis dias depois do caso. No documento costa ainda que “a paciente não é capaz de responder por si, tampouco de exercer vários atos da vida civil, em especial o de assinar documentos e procurações, assim como o de celebrar contratos ou contratar serviços de qualquer natureza”.

Relembre o caso

O personal trainer Eduardo Alves, de 31 anos agrediu um morador em situação de rua após flagrá-lo fazendo sexo com a sua esposa em Planaltina, no Distrito Federal, no dia 10 de março.

De acordo com a Polícia Civil do Distrito Federal, a sogra e a esposa do personal saíram de casa com o objetivo de ajudar o homem que estava na rua. Instantes depois, as duas teriam se separado.

Depois de algumas horas, como a esposa não atendia o telefone, o marido resolveu procurá-la, pois teria ficado “extremamente preocupado”. Quando passou perto de uma escola, ele avistou o veículo da esposa estacionado. Ao se aproximar, flagrou a mulher tento relações sexuais com o morador de rua dentro do automóvel.

Fonte: Visor Notícias

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Geral

Casal adota 3 irmãs por meio de sistema inovador da Justiça de SC

Em quatro anos, o sistema possibilitou a adoção de 85 crianças e adolescentes

Geral

Frio abre a temporada de pesca da tainha em Santa Catarina

Em um único lanço foram mais de 9 mil peixes. Veja o vídeo do Visor Manhã

Geral

Município de Treviso pagará multa de quase R$ 180 mil por falta de convênio para acolhimento de menores

A decisão se trata de cumprimento provisório de decisão em Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Público

Mais notícias