keyboard_backspace

Página Inicial

Notícias Corporativas

Especialista comenta transformação tecnológica em empresas

A transformação digital passou a ser preocupação de pequenas e médias empresas, conforme mostrou a Pesquisa Anual sobre o Mercado Brasileiro de TI e Uso nas Empresas, feita pelo Centro de Tecnologia da Informação Aplicada […]

A transformação digital passou a ser preocupação de pequenas e médias empresas, conforme mostrou a Pesquisa Anual sobre o Mercado Brasileiro de TI e Uso nas Empresas, feita pelo Centro de Tecnologia da Informação Aplicada (FGVCia). Os dados mostram que essa antecipação do processo da transformação digital foi o equivalente ao que seria esperado para o período de um a quatro anos.

Isso se deve ao fato do uso dos computadores, notebooks, tablets e smartphones no Brasil superarem a marca de 447 milhões, sendo mais de dois por habitante e 242 milhões somente de smartphones. E a estimativa de crescimento em 2022 é de pelo menos 10%. 

Assim, empresas que antes não lidavam com processos digitais e precisaram se inserir nesse cenário repentinamente podem enfrentar desafios durante a adaptação. O especialista em marketing digital e CEO da agência C3dweb, Alex Oliveira, responde algumas perguntas sobre como esse processo vem acontecendo em sua empresa:

Quais são os principais pontos de atenção para empresas que estão iniciando a transformação digital e porque ela é importante?

Alex Oliveira: a mudança efetiva, mesclando tecnologia e fator humano é urgente, especialmente com a entrada de startups, surgimento de novas metodologias ágeis e novos modelos de gestão. Tais medidas são necessárias para manter os colaboradores conectados à cultura e propósito das empresas e de seus líderes.

A compreensão do papel da automação e das novas plataformas tecnológicas que podem ser utilizadas em cada segmento, por exemplo, é uma habilidade necessária para estes líderes, assim como estar disposto a exercer uma liderança integrada.

Como você vê as empresas, hoje, que estão tentando se adaptar a essa nova tendência? 

Alex Oliveira: apesar do cenário bastante desafiador, a digitalização do trabalho continua ganhando espaço, assim como as interações pessoais. Este é um caminho sem volta e cada vez mais práticas como armazenamento em nuvem, hardware e software fazem parte das nossas rotinas de vida. 

As empresas e profissionais precisam se adaptar muito mais rápido. Decisões difíceis que demoravam meses precisam ser tomadas em dias. E crescer não é mais opção. Sem crescimento a empresa não conseguirá atrair novos talentos e reter os atuais. Nem enfrentar um mercado tão volátil e desafiador. E um dos pontos chaves para qualquer empresa crescer é resolver os processos de marketing e vendas.

Você acredita que a pandemia acelerou o processo de transformação digital?

Alex Oliveira: sem dúvida, as empresas (e o governo) precisaram investir em tecnologia da informação e negócios digitais, para lidarem com as demandas durante o período, além de treinar pessoas para este novo mundo. 

Outro ponto que vale ressaltar é que se adequar aos desafios impostos geram, no entanto, impactos financeiros e na cultura de uma organização. A contratação e a retenção de talentos, assim como aderir a novas ferramentas tecnológicas e formatos de gestão, são alguns deles.

Para finalizar, como você acredita que os líderes devem guiar seus colaboradores nessa transição?

Alex Oliveira: ter propósitos claros e disposição para contratar as pessoas certas para cada função, assim como treiná-las para as novas aptidões, é responsabilidade do novo líder. Para isso, é preciso  reconhecer os pontos fracos da gestão e fortalecê-los. Uma ação que envolve gestores e colaboradores.

Diante da nova realidade e novas demandas, muitas empresas estão se reformulando e imprimindo em suas rotinas um aprendizado contínuo, para todos. 

Para saber mais, basta acessar: http://www.c3dweb.com.br

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Notícias Corporativas

Um quarto das cidades ainda não conta com iniciativas de coleta seletiva

Cerca de 1400 municípios ainda não apresentam nenhuma iniciativa de coleta seletiva, isso representa 1 em cada 4 cidades brasileiras. Os dados inéditos são da última edição do Panorama dos Resíduos Sólidos, publicação de referência […]

Notícias Corporativas

Gartner indica queda de 12,6% do mercado de PCs no segundo trimestre de 2022

O Gartner, Inc., líder mundial em pesquisa e aconselhamento para empresas, destaca que as remessas mundiais de PCs totalizaram 72 milhões de unidades no segundo trimestre de 2022, número que representa uma queda de 12,6% em relação […]

Notícias Corporativas

Mais de 40% dos adultos brasileiros possuem conta em bancos digitais

Os serviços financeiros digitais têm atraído cada vez mais brasileiros. Pesquisa global da Finder, consultoria em investimentos, mostrou que 42,7% dos adultos do país já possuem uma conta em banco digital. O número é 10,7% […]

Notícias Corporativas

Microfranquias crescem e ganham espaço no país

As microfranquias, modelo de baixo custo com investimento inicial de até R$ 105 mil, têm conquistado cada vez mais espaço entre os brasileiros. É o que mostra o levantamento realizado pela Associação Brasileira de Franchising […]

Notícias Corporativas

Abes: setor de TI deve crescer 14% no Brasil em 2022

Apesar de preocupantes, elementos como a inflação e a questão de este ser um ano eleitoral não devem representar um entrave para os investimentos em TI (Tecnologia da informação) no país. Segundo o estudo “Mercado […]

Mais notícias

Geral

Telhado é arrancado, atinge duas casas e derruba poste de energia em Porto Belo

Duas famílias ficaram desabrigadas após telhado danificar as residências

Tempo

Ciclone causou estragos em 32 cidades, deixou mais de 200 mil residências sem luz e bloqueou estradas em SC

O governador Carlos Moisés se reuniu com técnicos da Defesa Civil estadual, no início da tarde desta quarta, onde acompanhou a situação das regiões