keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Empresário vendia carne de cavalo em churrascaria em SC

As investigações iniciaram há 6 meses após duas pessoas serem presas em Imaruí matando cavalos em um abatedouro clandestino

X

Empresário que vendia carne de cavalo em Tubarão é preso pela Polícia Civil. 

As investigações iniciaram há 6 meses após duas pessoas serem presas matando cavalos em um abatedouro clandestino e confirmar vender a carne para o empresário. O estabelecimento do empresário foi interditado. Ele vendia cavalo fingindo que era gado.

A Polícia Civil de Tubarão deflagrou na manhã deste sábado a Operação Horse, interditou um estabelecimento de venda de carnes no bairro Revoredo e prendeu o proprietário. A ação aconteceu por meio da Delegacia de Delitos e Trânsito e Crimes Ambientais e contou com o apoio da Divisão de Combate a Furtos e Roubos.

As investigações iniciaram há 6 meses após duas pessoas serem presas em Imaruí  matando cavalos em um abatedouro clandestino. A polícia recebeu a informação de que a carne dos cavalos abatidos era vendida para esta casa de carnes. Conforme a DTCA, “a carne era comercializada como bovina, ludibriando os consumidores e colocando em risco a saúde pública”.

Durante a investigação os presos responsáveis confirmaram que vendiam a carne equina à casa de carnes de propriedade dos investigados.

Diversas amostras de carne comercializadas pelo estabelecimento foram coletadas durante as investigações e encaminhadas para Brasília para realização de exame pericial, em parceria com o Instituto Nacional de Criminalística da Polícia Federal.

Os exames periciais de sequenciamento genético realizados pelo Setor de Perícias em Meio Ambiente e pelo Setor de Perícias em Genética Forense do I.N.C. constataram que, misturados à carne bovina, havia carne de cavalo e de búfalo.

Na mesma época que os homens foram presos abatendo carne de cavalo em Imaruí, a polícia constatou uma série de irregularidades no estabelecimento como armazenamento de carnes estragadas junto com outras a serem comercializadas, peças de carne inteira e moída sem qualquer identificação de procedência, além de precária higiene no local que causava forte odor pútrido.

Também verificou-se que um dos proprietários da casa de carnes ofereceu quantia em dinheiro para que a dupla responsável pelo abate mentisse em seus depoimentos à polícia.

De posse das provas, o Delegado de Polícia titular da DTCA representou pela prisão preventiva do proprietário da casa de carnes, pela suspensão do exercício da atividade em relação à outra proprietária, pela interdição do estabelecimento comercial e por busca e apreensão domiciliar.

Após parecer integralmente favorável do Ministério Público as medidas foram deferidas pela 2ª Vara Criminal de Tubarão, tendo as ordens judiciais sido cumpridas nesta manhã. 

O empresário preso e o um sócio responderão por receptação qualificada e crimes contra as relações de consumo, podendo ser condenados a uma pena de até 18 anos de reclusão.

A Polícia Civil alerta a população que o consumo de carne sem procedência devidamente inspecionada é um risco à saúde da população, podendo causar danos ao sistema nervoso, cegueira e até mesmo a morte por toxinfecção alimentar.

Fonte: NotiSul

Segurança

Menina de 12 anos engravida após ser estuprada pelo padrasto em Navegantes

Adolescente contou que é abusada pelo homem desde 8 anos

Segurança

PM é recebida a tiros em aglomeração que termina com 40 pessoas detidas em Chapecó

Nove automóveis foram recolhidos ao pátio de apreensão e todos os abordados assinaram o termo circunstanciado

Segurança

Vídeo mostra caminhoneiro que arrastou moto fazendo festa enquanto dirigia horas antes do acidente

No sábado, o caminhoneiro bateu na moto onde estavam o casal Sandra e Anderson Pereira

Segurança

Família mostra último vídeo de mulher que morreu acidente com caminhão na BR-101

O velório começou às 9h desta segunda-feira (8), na igreja presbiteriana Luz do Vale, situada na rua Presidente Castelo Branco, Centro de Camboriú

Segurança

Vídeo: Assaltantes roubam carro de cadeirante em Santa Catarina

O assalto foi gravado por moradores da região e mostra a vítima sendo retirada de uma camionete Land Rover

Mais notícias

Coronavírus

Covid-19: Moisés debate sobre proibir venda de bebidas alcóolicas em SC

Carlos Moisés está no grupo dos 21 governadores que articula medidas restritivas alegando necessidade de reduzir a circulação

Segurança

Menina de 12 anos engravida após ser estuprada pelo padrasto em Navegantes

Adolescente contou que é abusada pelo homem desde 8 anos