keyboard_backspace

Página Inicial

Mercado Imobiliário

Empresa apresenta grua de 32 metros e elevador que sobe 30% mais rápido na obra

Uma das novidades é o elevador de cremalheira, que tem um sistema inteligente de velocidade. Ele sobe até 30% mais rápido até o topo da obra

C3 equipamentos
Foto: Júnior Lara/Visor Notícias

A C3 Equipamentos, especializada em equipamentos para construção civil, tem se destacado no mercado pela sua qualidade e inovação. A empresa, de Caxias do Sul (RS), desenvolve produtos com tecnologias que facilitam o dia a dia no canteiro de obras.

Com uma forte relação com o setor da construção civil, principalmente nas cidades de Balneário Camboriú, Itapema e Porto Belo, onde há inúmeros empreendimentos em construção, a empresa trouxe tecnologias que chamaram atenção de construtoras na ConstruSul, feira da construção civil que aconteceu no mês de abril, em Balneário Camboriú. 

Uma das novidades é o elevador de cremalheira, que tem um sistema inteligente de velocidade. Ele sobe até 30% mais rápido até o topo da obra. O equipamento é versátil, além de ser todo galvanizado, possui diversas configurações de cabine e capacidades de carga, e ainda pode ser adaptado para atender às necessidades específicas de cada projeto de construção. Esse elevador tem como principal objetivo aumentar a produtividade na construção civil, atendendo sempre os mais altos níveis de segurança exigidos para elevação de carga e pessoas em projetos verticais.

Outro equipamento apresentado pela C3 é a grua de 32 metros de lança. Esse é um item importante na construção civil, que auxilia no transporte de materiais pelos andares da obra de maneira confiável e segura.

Giovani Molim, diretor comercial da C3, explica que esse equipamento é um diferencial competitivo nas construtoras. “Essa grua agiliza a logística da obra, diante de um mercado que precisa cada vez mais de agilidade. A C3 está aqui pra ajudar na produção, eficiência e segurança. Esse é um equipamento que está nas maiores construtoras do Brasil”, diz. 

A grua é um ganho na obra. Isso porque ela permite um raio de atuação amplo e içamento de materiais pesados, agilizando o processo na construção do empreendimento.

“Ela atende uma área de 64 metros exatamente dimensionada para esse mercado catarinense trazendo uma movimentação rápida, e consegue pegar uma carga até 2 mil kg. Ela é perfeita com elevador também. Porque a grua para de ferragens e itens maiores e elevador para pessoas e outras cargas, e esse complemento agiliza muito a operação no dia a dia da obra”, diz.

Quer receber as notícias em tempo real?

Clique aqui para entrar no nosso grupo do WhatsApp e fique sempre bem informado.

⚠ ATENÇÃO: Caso não esteja conseguindo clicar no link das notícias, basta adicionar um administrador do grupo em sua lista de contatos.

Fonte: Visor Notícias

Sobre o autor:
Brunela
Brunela Maria
Brunela Maria é jornalista desde 2011 e formada pelo Centro Universitário IESB, em Brasília. Trabalhou no Notícias do Dia, em Florianópolis e na Record TV Brasília. Atua como repórter no portal Visor Notícias e também na WebTV desde 2019.

Experimente um jeito prático de se informar: tenha o aplicativo do Visor Notícias no seu celular. Com ele, você vai ter acesso rápido a todos os nossos conteúdos sempre que quiser. É simples, intuitivo e gratuito!

Mercado Imobiliário

Polícia confirma morte do CEO de empresa de SC suspeita de golpe bilionário em quase 3 mil pessoas

As informações minuciosas, relacionados ao fato, foram detalhadas em um relatório da Polícia Civil

Mercado Imobiliário

Abastecimento de água quente em prédios altos é desafio para engenheiros

Seminário em Balneário Camboriú, nesta quinta-feira (20), irá discutir normas técnicas e abrir espaço para apresentação de inovações

Mercado Imobiliário

VÍDEO: Central de Verão da Construtora Pastório proporciona integração à comunidade do Baneário Perequê

Local é equipado para receber colaboradores, corretores de imóveis e comunidade em geral

Mais notícias

Segurança

Homem é preso por ameaçar juízes e promotores em SC

Ação foi coordenada pela Divisão de Investigação Criminal de Balneário Camboriú

Educação

Reunião pública discute a volta das Escolas Cívico-Militares em Itapema

Projeto de lei do Executivo tramita no Legislativo e deve ser votado nas próximas sessões